sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

A 40 kms do fim-de-semana

Caros amigos, aqui fica a reportagem do último treino do ano de 2008 em que estiveram presentes João Valério e Carlos Lopes. Em 2009 já o treino semanal irá ter novo nome...


O início do treino foi algo atribulado porque o Carlos vinha com os pneus vazios e não tinhamos como dar ar aos pipos de válvula. A solução encontrada foi dar uma saltada ao amigo "Ferrugens" que resolveu o problema. À saída qual não foi o meu (do Valério) espanto quando reparei que tinha a roda de trás completamente vazia... o que valeu foi estar no sítio certo!

Fica o mistério: onde é que furei? Se calhar é da paragem de 2 semanas!

Finalmente (+/- 10H30) lá conseguimos fazer-nos ao caminho...

... e uma vez que decidimos ir à procura de trilhos novos já era certo irmos dar a um sem saída!

Na falta de trilhos inventamo-los.
Uma subidita para animar!

E uma subidona para amansar! Com + de 10mts. de desnível.

O Grande Canyon Torrejano





No trilho do TT

Descida bacana.

E a bela da lama a dar o ar da sua graça!
Subida longa, mas sem grande dificuldade.

Descida longa e a necessitar de grande concentração!?


Ladeando a linha de abastecimento de água a Lisboa da EPAL.

Eis que chegámos a mais um trilho sem saída aparente... mas afinal havia uma ponte... só que o tabuleiro havia desaparecido e as extremidades estão a dar as últimas!

Há que haver coragem!

Se o Carlos passou eu também passo! Tem é de ser 1 de cada vez. Tem de ficar alguém inteiro para chamar uma ambulância ser for preciso.

Afinal a ponte ainda serve!

Fica aqui o apelo às entidades competentes... arranjem esta desgraçada!

E para acabar decidimos fazer amizades entre os animais...

... que amigos destes nunca são demais na vida!
Até para o ano pessoal!

E OBRIGADO A TODOS OS RESTANTES 18 ELEMENTOS DA EQUIPA POR TEREM COMPARECIDO AO ÚLTIMO TREINO DE 2008. AGUEN-TAAAAA!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

sábado, 13 de dezembro de 2008

11.000 VISITAS


4.º BTT Doméstico - Meia Via

*** PRESENÇAS ***
Elementos da Zona 55: Presidente Sénica, Zé Luís, Abílio Bernardo, Tiago Bernardo, Rui Almeida, João Devesa, José Santos, José Samarro, Rui Ferreira, Carlos Moita, Cipriano.
Convidados presidenciais: família do presidente, Nuno Santos, Costa Lopes, Oliveira e Corinha.

A este 4.º passeio doméstico, responderam à chamada na hora indicada, João Devesa, Zé Luís, Rui Ferreira, Abílio Bernardo, Tiago Bernardo e o guia Luís Cancela, mas não foi possível efectuar o passeio, devido às condições atmosféricas, ficando as bikes em cima dos veículos e os atletas resguardados da chuva, aguardando a chegada para o almoço, dos restantes elementos e convidados, passando assim o tempo rolando com umas entradas.

Este evento iniciou-se assim com o almoço, um belo cozido à portuguesa, ideal para a época, bem regado, composto com uma saborosa sobremesa e a compor com a bica no café do clube desportivo local.
BOLO DO 4.º PASSEIO DOMÉSTICO de BTT - ZONA 55
Reinou a boa disposição e o convívio entre os elementos desta equipa e amigos, ficando para uma próxima oportunidade um passeio rolante pelos trilhos daquela localidade, que é a Meia Via.
"ADEUS MEU POVO, OBRIGADO PELA VOSSA COMPARÊNCIA NO MEU PALÁCIO"

A Zona 55 agradece ao seu presidente pela cedência e apoio a mais um passeio, comemorando mais um mês de existência da ZONA 55 BIKE TEAM, e marcando também um mês de comemorações de mais uma primavera de alguns elementos desta equipa.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Participação da equipa (Abrantes)

Marcou presença: João Valério (62kms)
Classificações:
1.º João Pereira - 02h36m22seg
39.ª João Valério - 04h51m48seg
54.º Último - 05h38m38seg
Foram os únicos classificados nos 62kms face às desclassificações verificadas por causa da mudança de percurso (de 62kms para 32kms de alguns atletas), desistências e faltas de comparências.
A partida foi dada às 09H30, mas cheguei pelas 08H35 para ver o ambiente. Foi disponibilizado gratuitamente aos participantes bebidas quentes (leite, café, chocolate, capuccino, etc) através da colocação de uma máquina de vending, alguns bolos como salame e torta e também barras energéticas. O pessoal aproveitou... claro!

À partida o tempo encontrava-se meio chocho com umas nuvens a pairar... o pior foi cerca de 15 minutos depois. Começou a chuvarada que de vez em quando parava e depois lá voltava novamente. Com o que tem chovido aqui na zona nos últimos dias e com a chuva de hoje, o terreno ficou impraticável. Lama até mais não, ribeiras, ribeirinhos e rêgos de água atestados.

Compareceram bastantes atletas, mas também houve bastantes a mudar da prova Maratona (62kms) para o Passeio (32 kms). Resultado: Desclassificados! Tudo por culpa do tempo.


As subidas, devido à chuva, tornaram-se triplamente difíceis devido à falta de aderência provocada pela lama. As descidas, que em tempo seco adivinhavam-se rápidas e divertidas, passaram a ser perigosas e lentas provocando bastantes derrapances e sustos.



Aqui o 1.º abastecimento... mesmo a tempo que já não tinha água no cantil, porque do céu era a rodos... segundo me apercebi, desta vez os meus travões portaram-se a 200%, ao contrário de diversos lamentos que ía ouvindo a colegas de prova.


Os únicos troços onde se podiam aceitar distrações era só mesmo no asfalto!

Curtam esta foto de uma das subidas! As fotos não ficaram com a qualidade desejada devido ao tempo, mas neste campo não costumo falhar... Além da lama ainda tínhamos de contar com as canas, paus e vegetação espalhada pelos trilhos que ajudavam ao malhanço. Felizmente eu só tive um que nem chegou a ser completo por não ter ido ao chão, foi só um desmontar seguido de uma pequena corrida para equilibrar que evitou o pior.

Aqui o 2.º abastecimento aos cerca de 40 kms. Com a chuva que caía a vontade de continuar era muito pouca, tendo mesmo ficado alguns atletas aqui para serem transportados até à meta. As dores musculares, caímbrias e ferimentos resultantes de quedas eram os mais vistos.




A lama no equipamento da bicicleta era tanto que era com bastante dificuldade que se conseguiam desencaixar as sapatilhas dos pedais, provocando grandes sustos e quedas.


Aqui na passagem pelos 50kms decorridos. Cada 10 kms havia placa informativa. A Organização havia também umas placas com dizeres divertidos em certos pontos do percurso, mas desajustadas face à impraticabilidade do terreno, como sejam ACHO QUE VAIS MOLHAR OS PÉS, DIVERTE-TE DESCIDA RÁPIDA, entre outras que não recordo.

A cerca de 6kms da meta e já com uma fominha descomunal e a pensar que à minha chegada já não havia almoço... mas afinal havia!

Foto da minha chegada. Parecia um soldado da 1.ª GG a chegar de uma trincheira! Lama até mais não. O casaco anti-chuva oferecido pela Organização é o que tenho vestido, que no final estava bom para ir para o lixo de tão rasgado que estava como é possível ver numa das mangas... bastava uma balsa tocar-lhe e ficava com um rasgão...

Após a prova o tão esperado almoço. Muito bem servido e com uma imensa diversidade de escolha (self-service) à boa maneira do Restarante do Parque de São Lourenço!


Aproveito para deixar aqui cumprimentos ao camarada do Selinda que me acompanhou por alguns quilómetros, bem como ao pessoal dos Casais de Revelhos, Zonalheira Btteam (S. Facundo) e Grupo BTT Cabeço das Águias (Arreciadas).
Aqui os três primeiros classificados gerais absolutos da Maratona:
1.º João Pereira - 02h36m22seg
2.º Rui Galinha - 02h47m29seg
3.º Ismael Graça - 02h54m40seg
Comentário Final:
Tirando o mau tempo que não ajudou... parabéns à Organização! Trilhos espectaculares (em tempo seco), boas marcações, bom apoio humano, excelentes abastecimentos, óptimo ambiente, banhos com boas condições (disseram-me que eu tomei em casa), espectacular recepção aos atletas e melhor despedida com um grandioso almoço. Para o ano cá estarei novamente. Continuem. Especial abraço ao Chamusco que muito contribuiu para o desfecho atingido.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...