domingo, 22 de julho de 2012

Participação da equipa (São Facundo)

Participação a cargo de:
10km - Sofia Lopes | 45km - João Valério

Mais um evento com a presença de elementos da Zona 55 e o apoio da revista O Praticante, realizado pelo 2.º ano consecutivo e novamente com a nossa presença, os repetentes Sofia e Tufo. Este ano o presente evento realizou-se 2 meses mais tarde do que o ano passado, com pouca divulgação de informações e muito em cima do acontecimento.

Enquanto a Sofia se fez ao passeio guiado de 10km, eu fiz-me à distância maior: 45km, que viriam a dar um pouco mais. A concentração e partida estavam previstas para as 08H30, mas acabou por ser à hora do costume, ou seja,: 09H00. 

Juntaram-se sensivelmente 1 centena de participantes, divididos por 3 distâncias (10km guiados, 25 e 45km livres). O dia amanheceu cedo com o sol em força, a prometer criar dificuldades aos convivas.


Esta 2.ª edição teve um percurso cuja partida foi em sentido inverso ao ano anterior, com asfalto suficiente para rolar inicialmente, mas ainda assim pouco extenso, após o qual nos deparámos com uma pequena extensão de terreno com bastante areia que de tão fina fez levantar um pó imenso que veio tapar por completo o céu e não nos deixava ver mais que 1 metro à frente.

As zonas de abastecimento estiveram muito bem colocadas, onde encontrávamos fruta e água, bastante bem-vindas devido à dureza do terreno e exigência física, pois todo o percurso era feito de constantes sobe e desce, muitos deles com pedra ou areia a dificultar a progressão.

O percurso foi bem desenhado, apesar da dureza aumentada pelo extremo calor que se fez sentir, tendo a Organização aproveitado ao máximo os trilhos existentes na região, oferecendo um passeio BTT ao mais puro estilo e cobrando um preço (10€) bastante atraente face aos serviços disponibilizados.

As marcações no terreno, com fitas, placas e cal, estiveram em número suficiente, porém algumas das fitas enrolaram-se à vegetação levando a que se tornassem pouco visíveis.


Após a chegada, nada como hidratar e depois a banhoca nos balneários desportivos locais, que para este número de participantes serviu perfeitamente e tem as condições mínimas exigíveis.

O almoço foi um convívio espetacular onde tivemos o prazer de provar um delicioso frango de churrasco, mas a forma utilizada para este serviço revelou-se um pouco desajustada, uma vez que os recipientes de comida foram colocados nos extremos da ampla sala, tendo-se criado enormes filas que rapidamente esgotavam cada travessa, pois a fome era negra e a sede matava...

Eu e a Sofia a fazer um brinde aos companheiros da Zona 55 e demais amigos do pedal. Venha a 3.ª edição da Rota das Quatro Aldeias, pois já somos fãs, mas esperamos ter a companhia de mais elementos da equipa numa próxima vez.

FOTOS:


Vídeo-Reportagem Zona 55

Classificação Parcial 45km
01.º - 02:06:55 - José Sousa (individual)
02.º - 02:20:25 - Octávio Vicente (Fôjo-Zybex BTT Team)
03.º - 02:23:50 - Ricardo Rosado (CAMP)
19.º - 02:47:20 - João Valério (Zona 55/O Praticante)
41.º - 03:47:45 - Último 

Créditos à reportagem:
Textos - João Valério
Fotos - Zona 55/Organização
Filme - Zona 55

Participação da equipa (Vaqueiros)

Participação a cargo de:
40km - João Guerra, José Silva e Pedro Silva

A Zona 55 Bike Team em parceria com a revista O Praticante esteve pelo 2º ano consecutivo em Vaqueiros e desta feita fazendo-se representar pelo Pedro Silva, João Guerra e pelo mais recente elemento da equipa, José Carlos que fez aqui a sua estreia oficial ao serviço da equipa.

A concentração deste evento deu-se no Largo em que está sediada a Junta de Freguesia, onde estava montada toda a logística. 

O Zé foi o primeiro a chegar de entre os nossos elementos, seguido pelo Pedro e por último pelo João Guerra. Não foi preciso madrugar, pois o Pedro fez o levantamento dos kits no dia anterior.

Os nossos atletas faziam os últimos preparos, pois tudo indicava que este ano a saída iria ser a horas. 



Antes da partida (que foi mesmo a horas), o nosso anfitrião fazia um pequeno briefing. 

Não há registo fotográfico dos nossos atletas até ao primeiro abastecimento, mas a opinião é unânime: bons trilhos e paisagem bastante agradável! Pena foi que as marcações não fossem as melhores... As que foram feitas no chão estavam razoáveis, mas a falta de fitas em algumas zonas e fitas mal colocadas poderia ser evitado. As separações deveriam estar melhor sinalizadas porque quem se inscreve nos 20km, quer mesmo fazer 20km e não 40km ou vice-versa. A falta de pessoal em alguns cruzamentos e nas divisões dos percursos, também foram um factor negativo, o que fez com que os mais distraídos (como eu JWar), se tivessem perdido algumas vezes. Quanto aos abastecimentos estavam QB, água fresca e fruta.


A subida aos moinhos, que até nem era muito dura, mas face à deficiente marcação das separações houve muitos atletas dos 20km que vieram aqui parar, então a dada altura, esta subida mais parecia o muro das lamentações, com muita gente a interrogar-se como é que era possível vir parar aqui.







O Zé Silva já na parte final, a ser o primeiro entre os elementos da Zona 55, a fazer um excelente 13.º lugar à Geral (40km) e 3º lugar nos Veterano B.

O João Guerra, neste local já com muito tempo de atraso, depois de se ter perdido três vezes e ter falhado um dos postos de controlo, ainda assim não foi desqualificado, héhéhé...

O Pedro chegava pouco tempo depois. Não se perdeu e não falhou nenhum controlo, mas perdeu muito tempo à procura de um pesqueiro para o achigã, no Rio Alviela.

José Silva na zona de meta após excelente prestação na sua primeira "missão" ao serviço da equipa Zona 55.

 Quanto ao almoço, foi algo demorado, com muito tempo de espera entre a sopa e o segundo prato (febras grelhadas com arroz de feijão), por isso muitos atletas já nem esperaram pela sobremesa.  A entrega de prémios e sorteio de brindes também originaram alguma confusão. Primeiro a incerteza das posições obtidas pelos atletas, depois a troca de prémios entre alguns premiados, a dada altura não se percebia muito bem o que se estava a entregar, nem a quem e por fim o sorteio de brindes, que face ao facto de não pedirem a confirmação do número de dorsal e à falta de muitos atletas nesta fase, gerou alguma desconfiança entre os participantes.


A vontade de agradar desta organização é de louvar e por isso os nossos parabéns, no entanto, no capítulo do BTT ainda há muita coisa a melhorar. Boas pedaladas e desfrutem dos vosso trilhos que são magníficos! 

MAIS FOTOS:
Álbuns 4U2D

Classificação Parcial 40km categoria Elites
01.º - 01:29:40 - Sérgio Gaspar (Strix/TóBikes)
02.º - 01:32:20 - Nuno Pascoal (GDM/BTTeam Aço)
03.º - 01:36:45 - João Almeida (G. D. Volta da Pedra)
...

Classificação Parcial 40km categoria Veteranos A
01.º - 01:29:47 - Luís Coelho (individual)
02.º - 01:31:13 - Mário Filipe (Crédito Agrícola/Águias de Alpiarça)
03.º - 01:36:43 - Pedro Barrela (Ouribike)
...

Classificação Parcial 40km categoria Veteranos B
01.º - 01:30:05 - Sérgio Filipe (Crédito Agrícola/Águias de Alpiarça)
02.º - 01:30:33 - Guilherme Lopes (Borrabotas VCO)
03.º - 01:31: 51 - José Silva (Zona 55 /O Praticante)
08.º - 02:06:14 - João Guerra (Zona 55/O Praticante)
15.º - 02:24:30 - Pedro Silva (Zona 55/O Praticante)
...

Créditos à reportagem:
Textos - João Guerra (Zona 55)
Fotos - Zona 55, Organização (J. F. Vaqueiros), 4U2D.
Vídeo - Zona 55 (A publicar brevemente)

domingo, 1 de julho de 2012

Participação da equipa (Coruche)

Representação a cargo de:
David Lebre Gonçalves, Filipe "Jámon" Rodrigues, João "J War" Guerra, João "Tufo" Valério, Luís Cancela, Rui Almeida.

Começo a nossa reportagem pela reta final, face à data do evento, com a chegada (3.ª feira) das bicicletas CORRATEC à loja PROFBIKE (Abrantes) 4 dias antes da prova, o que não nos deu tempo suficiente para treinarmos e nos adaptarmos às máquinas disponibilizadas pelo nosso colaborador D'MAKER, importador/distribuidor CORRATEC em Portugal há apenas 1 ano, após 2 anos de interregno no nosso país sem qualquer representante. Esta será simultaneamente, a reportagem da nossa participação no 24H Coruche 2012 e o resultado do "duro" test drive a que submetemos aquelas lindas "meninas", por sinal pouco conhecidas aqui pelo Ribatejo.

O evento para nós começou comigo (Valério), às 08H30 de 6.ª feira, quando fui à loja RHC Motos/Bikes (Torres Novas) buscar o furgão deste também nosso colaborador/patrocinador, para carregar o material necessário à nossa participação: frigorífico, mesa, bancos, tendas, material de oficina, bicicletas, comida, bebida, ... tendo-me posto ao caminho pouco passava das 18H00, na companhia da Cristina que iria apoiar a equipa Fôjo-Zybex BTT Team e do também participante e elemento desta mesma equipa, por sinal meu irmão, Renato.

Eram perto das 20H00 quando cheguei a Coruche, ao jardim próximo à Praça de Touros local, onde já estava pré-marcado o nosso espaço, pois o João Guerra já lá tinha estado pelas 18H00 e com a ajuda do nosso colaborador/patrocinador da DEKALB, montaram a nossa tenda principal. Cerca de hora e meia depois, já estava montado o nosso espaço, num local aparentemente bem situado, pois o pavilhão onde se iriam encontrar os balneários, wc, massagens e fornecimento de refeições era mesmo ali em frente. 

O percurso/pista, exigente acima de tudo a nível técnico, tinha aproximadamente 10km (9,860mts), com bastante diversidade de pisos (terra, asfalto, calçada, areia, escadarias, pontes...), cuja partida/meta estava situada no interior da Praça de Touros. Ao longo do percurso, a Organização baptizou diversas zonas. De monótono não tinha nada, esta pista... 

Com o amanhecer de sábado, 1.º dia de prova com partida marcada para as 14H00, começaram a chegar os restantes elementos da equipa: João Guerra, David Gonçalves, Rui Almeida, Filipe Rodrigues e Luís Cancela. Partilhámos também o espaço com o nosso amigo Hugo Ribeiro, único representante e logo a "solo" da equipa BTT Clube dos Pinheiros (Ourém), a quem demos o possível apoio.



A equipa estava pronta para a luta e finalmente, 3 anos passados desde a primeira vez que pensámos em participar neste evento, conseguimos realizar esse objectivo, juntando 6 elementos dispostos e com disponibilidade para aceitar a "tarefa". Dos 6, somente 5 puderam correr, tendo o Filipe Rodrigues ficado de fora por haver sido submetido a intervenção cirúrgica, o que por outro lado o permitiu dar apoio mecânico a tempo inteiro às nossas máquinas.

A moral estava em alta e aguardava-se ansiosamente a partida.

Entre os 4 modelos 2012 das bicicletas CORRATEC disponibilizadas: X-Force 0.2 (alumínio), Superbow Fun 29' (alumínio), X-Vert Motion (alumínio) e Revolution (carbono), optámos por este último modelo, mais de acordo com os nossos habituais "cavalos", que nos garantiriam melhores resultados.

Na foto e ao centro, o responsável da D' Maker, Carlos Vieira, ladeado por João Valério e Filipe Rodrigues.

Junto a uma das entradas da Praça de Touros e local de partida/chegada da prova, estava montado o espaço de exposição do nosso colaborador D'Maker, onde se encontravam expostos alguns artigos das marcas representadas/comercializadas por aquela empresa, como seja, a espantosa e nossa habitual companheira GoPro.


Rogério, colaborador da D' Maker, ladeado por David e Filipe.

Todo o espaço envolvente à Praça de Touros estava agora totalmente composto e cheio de vitalidade, com muitas tendas montadas e carros estacionados, de todos os atletas participantes e suas equipas de apoio e respectivos acompanhantes.

Com a aproximação às 12H30, era chegada a hora de uma nossa representação ir assistir ao briefing da prova e interior todas as informações fornecidas, enquanto o nosso primeiro elemento a entrar em acção, o Luís Cancela, fazia alguns aquecimentos e se inteirava da afinação da sua bike.


O David já ía fazendo o seu aquecimento, pois seria o 2.º elemento a entrar em acção, após as 3 primeiras voltas a cargo do Luís.

Eram chegadas as 14H00 e os atletas que iriam entrar em prova, "solos" e os primeiros elementos das equipas de 2, 4 e 6 agrupavam-se no interior da Praça de Toiros para ouvir as últimas recomendações e saudações, bem como preparavam-se para dar início a esta maratona de 24H de duração.



O Cancela saiu logo no grupo da frente e tentou assim dar o empurrão inicial necessário à equipa, para se colocar desde logo nos lugares cimeiros.


Logo após a zona de partida, seguia-se uma zona de sobe e desce artificiais, apelidada de "X-Zone".

Uns quilómetros adiante, a maior dificuldade física do percurso: uma subida com cerca de 500 metros de extensão, que começava com piso asfaltado e terminava com terra batida.


Perto da zona de chegada encontrava-se mais um "obstáculo" artificial construído em madeira.

Terminada a sua prestação, o Luís Cancela passou o testemunho ao David Gonçalves, para também ele cumprir 3 voltas. O David, que viria a ter algumas dificuldades acrescidas face ao tipo de pista ser exigente a nível técnico, o que para si, rolador por natureza, não o beneficiava.


Os nossos elementos, tal como habitualmente, simultaneamente a cumprir a função de atletas e repórteres.


No espaço da nossa equipa, ZONA 55/CORRATEC, o Filipe "Jámon" Rodrigues já procedia a ligeiras afinações na recém saída de prova Corratec Revolution.


Com as centenas de passagens, algumas das zonas do percurso tornaram-se quase impossíveis de descer sem riscos, sendo mais sensato apear, como aconteceu aqui com o Lebre.

Mais uma zona de puro divertimento, a única escadaria existente em todo o percurso com cerca de 20 metros de extensão, mas à semelhança de outras zonas de maior exigência, possuía igualmente uma escapatória, sendo que estavam devidamente sinalizadas por placas vermelhas (difícil) e verdes (fácil), conforme a capacidade de cada, assim decidia cada atleta de acordo com as suas próprias características.





O "J War" na apelidada zona "Old Town", com descidas bastante rápidas, mas antes duas subidas um pouco exigentes, sempre em calçada.


O "Jámon" continuava nas afinações, a dar o tão precioso apoio mecânico aos restantes colegas de equipa.


Momento em que o "J War" passa o testemunho ao "Tufo".

"Tufo" a curtir os "loops"...



O Rui Almeida teve a infelicidade de ser o elemento da equipa menos apanhado pelas objectivas das muitas cameras fotográficas. Aqui a deixar-se apanhar, mas... com a bike à mão.


Rui Almeida após a sua prestação, na zona de meta, junto ao fornecimento de líquido isotónico.



Chegou a noite, mas a equipa ZONA 55/CORRATEC não parou para descansar. Os nossos 5 elementos estiveram sempre a correr, tendo a nossa classificação oscilado permanentemente entre a 9.ª e 11.ª posição entre as equipas de 6 elementos, que era onde nos encontrávamos a competir.



Jantar de sábado (30 Junho). Nem uma "bejeca" ou uma "vinhaça" havia ;(

O fornecimento de refeições, assegurado pela Organização, foi satisfatório à excepção do pequeno almoço, ainda assim sempre com poucas ou nenhumas possibilidades de beber café após as refeições, que quando havia era na máquina e depressa acabava.


O nosso elemento Pedro Silva foi-nos visitar durante a madrugada, para dar apoio moral e aproveitou para  também tirar umas fotos. Obrigado pela força, Pedro.

Com a escuridão, impunha-se ligarmos as luzes e todas aquelas que arranjássemos eram bem vindas, pois o terreno prometia surpresas desagradáveis, face ao tipo de percurso e ao sono... eh eh eh.

Eram 04H00 da manhã e o "Jámon" continuava a dar duro na função de mecânico. Felizmente, as Corratec Revolution estavam a portar-se lindamente e precisavam unicamente de pequenas afinações e lubrificação.

Estética muito bonita e uns quadros muito "obedientes" com excelente manuseamento, trazendo montagens de gama média/alta mas ainda assim muito certinhas e dinâmicas, permitindo boas prestações, adaptámos-nos bem e rapidamente a este modelo, que aconselhamos sem dúvidas uma opção a terem em conta os adeptos de bicicletas rígidas em carbono, na hora de comprarem/trocarem de montada.


De regresso ao parque de pernoita das equipas, localizado junto à pista, notámos uma enorme falta de respeito de alguns grupos e representações para com os restantes. A música de algumas tendas esteve a bombar até depois das 00H00 e às 06H20 recomeçou! Os participantes que julgaram vir a ter algumas hipóteses de descansar, como foi o nosso caso, acabaram por não o fazer em condições. Enfim... foi um abre-olhos!

O 2.º dia de prova nasceu, mas a competição continuava. Na imagem um atleta a "solo" participante com a sua "pasteleira", em ritmo bem moderado e carregando uns ceirões com vinho tinto e branco que simpaticamente partilhava com os presentes.

O Cancela a conseguir escapar-se a um acidente em cadeia...







O Rui a provar um outro tipo de isotónico...


O "Jámon" nunca abandonava o posto de mecânico... até na zona de troca de atletas estava atento às condições das nossas máquinas.



Saída da zona de trocas de atletas, nas boxes da Praça de Touros.



O companheiro Canoas do G. C. Barquinhense, numa zona bastante rápida do percurso, local onde o Lebre teve um percalço ao fazer esta rampa completamente pelo ar, que lhe provocaram alguns danos na bike e também no cromado. De salientar que o David foi mesmo o elemento da nossa equipa que mais azares teve, com pelo menos 4 quedas durante a sua prestação e bastantes esfoladelas e nódoas negras. 

O nosso jantar de domingo, final de prova, após ter-mos conseguido um honroso 10.º lugar entre as equipas de 6 elementos, correndo nós apenas com 5 e logo na nossa estreia neste tipo de eventos de resistência em equipa.

O jantar, após o qual decorreu a cerimónia de entrega de prémios. Foi um evento que permitiu fortalecer o espírito de grupo da nossa equipa, tendo nós conseguido ainda chamar até nós diversos apoios, que nos permitiram realizar mais esta objectivo a que nos propusemos.

O nosso amigo Hugo Ribeiro, ainda não completamente refeito do esforço despendido na sua prestação a solo nestas 24H de resistência btt.

Deixamos os agradecimentos aos colaboradores da equipa ZONA 55/CORRATEC:
  • Clube BTT Zona 55
  • D'Maker
  • RHC Motos
  • Profbike
  • Dekalb
Foto de grupo dos vencedores em cada uma das categorias.

ÁLBUNS DE FOTOS
Zona 55 Bike Team
O Filho da Terra (parte 1)
O Filho da Terra (parte 2)
Tiago Salvador
Fernando Almeida

CLASSIFICAÇÕES 24H GERAIS TOTAIS / CONTABILIZAÇÃO DE VOLTAS
Classificação Parcial Equipas 6 Masculinos
01.º - 54 voltas - Craks do Pedal / Município de Coruche / Custódio Góis / Stihl
02.º - 50 voltas - GDTC Repsol Polimeros
03.º - 50 voltas - Raiders TT / Ciborro / Equipa A
10.º - 43 voltas - Zona 55 / Corratec
30.º - 19 voltas - Últimos

Vídeo-Reportagem

Créditos à reportagem:
Textos: João Valério;
Fotos: Fôjo-Zybex BTT Team, O Filho da Terra, Tiago Salvador, Fernando Almeida, Célio Hunt , Zona 55 (Rui Almeida, João Valério, João Guerra, Filipe Rodrigues, Pedro Silva);
Vídeo: Zona 55.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...