domingo, 15 de abril de 2012

Participação da equipa (Nisa)

Link para Organização aqui.
Representação a cargo de João Valério (50km)

Cheguei cedo ao local e o levantamento do kit de inscrição decorreu sem grandes demoras. No interior  do kit, além do frontal, encontrávamos uma bolsa porta-moedas, um pequenino cântaro em barro e muito papel em material publicitário. Voltei a carregar comigo a GoPro, desta vez a HD1, pois a HD2 encontra-se na D'Maker a ser alvo de verificações.

Este evento prometia ter trilhos bonitos, perante a promoção das fotos da Organização. A hora marcada para ser dada a partida era uma originalidade: 10H00. Sem dúvidas incompreensível perante o mês em que se realizou. O dia amanheceu bonito, com bastante sol, apesar de se fazer sentir vento algo forte, que durante o percurso seria mais um obstáculo com que era preciso contar.

Após receber o kit de inscrição, desloquei-me para a zona de partida e desta vez calhei ficar logo no grupo da frente e à conversa com o Carlos do Clube BTT Gavionense, mesmo apesar de não ser minha intenção nem me encontrar preparado fisicamente para conseguir manter-me nos grupos da frente, pois tenho-me sentido bastante cansado nestas últimas 2 semanas, talvez devido ao retorno aos treinos intensos após 2 meses de interregno por queda grave e consequente aumento de peso.

O pelotão tinha cerca de 150 atletas, divididos por 2 distâncias: 50km ou 80km. A partida foi dada à hora e em conjunto, com direito a uma breve volta de aquecimento pelo interior da vila de Nisa.



Após saída da vila, esperavam-nos diversos kms asfaltados (demasiados) que nos encaminhavam para as margens do Rio Tejo, onde encontrámos trilhos e singles muito bonitos e algo técnicos.

Pelo meio, uma passagem bastante simpática pelo interior da aldeia de Salavessa, onde imensos populares se encontravam às portas a aplaudir-nos. As marcações ali, um pouco à semelhança do restante percurso, estavam demasiado distanciadas (fitas) ou pouco visíveis e muito baixas (placas pequenas).

O percurso tinha muitos trilhos bonitos entre muros de pedra, além da já referida passagem junto às margens do Rio Tejo, onde se encontrava localizada a 2.ª ZA, que à semelhança da 1.ª tinha os artigos necessários. Notou-se em todo o percurso escassez de meios, quer de socorro ou staff no auxílio aos atletas, principalmente em diversas intercepções com estradas rodoviárias.

O percurso não teve dificuldades de maior, apresentando muitas descidas porreiras na 1.ª parte e na 2.ª parte estavam-nos reservadas as 2 subidas mais complicadas do track, com bastante inclinação e algo extensas. Por vezes foram-nos impostas algumas dificuldades técnicas, que exigiam atenção, tendo pessoalmente tido pelo menos 3 sustos valentes, com a bicicleta a querer fugir-me debaixo. No final terminei  no 41.º posto, resultado do grande cansaço sentido, pelo que assim, optei por dedicar mais atenção às filmagens. Na zona de meta, mesmo no centro de Nisa, via-se até bastante público.

Zona ou dispositivos para lavagem das bikes não vi, talvez até nem houvesse, pois a nível de informações este evento foi bastante pobre, sem quaisquer indicações para os algo distantes locais de banhos (Pavilhão Desportivo) ou  de almoço (pavilhão na Zona Industrial). Ao almoço foi-nos servido esparguete com carne, acompanhado por bebida à descrição e fruta, sem direito a salada. Face ao valor pago (18€), o evento, na generalidade, não foi convincente, ainda para mais na época em que estamos e pela pluralidade de eventos em data coincidentes, exige-se um pouco de ponderação às Organizações e a esta em particular.

Track Percurso Meia Maratona


Em jeito de balanço, numa escala de 1 a 10, dou um 5 a este evento. Fiquei algo desiludido...

CLASSIFICAÇÕES
Meia Maratona / Maratona
Parciais Meia Maratona
01.º - 01H59'05" - António Sanches (Penhas-BTTeam.com / ADRC Alagoa)
02.º - 01H59'42" - Rui Carvalho (Liveplace by Palegessos / Bicicletas Santiago)
03.º - 02H00'19" - Pedro Correia (Liveplace by Palegessos / Bicicletas Santiago)
41.º - 02H52'16" - João Valério (Zona 55 / O Praticante)
94.º - 04H27'10" - Último


Vídeo Zona 55

Vídeo Jornal de Nisa

Créditos à reportagem:
Textos: João Valério
Fotos: Photo Shot, Jornal de Nisa, Zona 55.
Tracks: Zona 55 Bike Team
Vídeos: Zona 55 e Jornal de Nisa.

Participação da equipa (Lisboa)

Representação a cargo de David Gonçalves.
Distância única: 25km

O ISCPSI (Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna) organizou o seu 7.º passeio solidário, a favor da ACREDITAR, tendo atingido o limite de 250 inscrições em tempo recorde.

Cedo começaram a juntar-se na Rua 1.º de Maio em Alcântara, à porta e interior do ISCPSI, os participantes, muitos deles repetentes, para mais uma participação num evento em que a solidariedade voltou a juntar num passeio de btt descontraído, a possibilidade de descobrir e circular por recantos de Lisboa normalmente vedados. 

Conforme já aconteceu anteriormente, as lembranças de oferta aos participantes voltaram a ser imensas e arrasadoras face a eventos btt nacionais ditos "de gabarito". Pela módica quantia de 10,00€, a favor da ACREDITAR, os inscritos recebiam de oferta 2 sacos de produtos diversos: t-shirt's alusivas ao evento, produtos de higiene, esferográficas e outros brindes diversos... um autêntico cabaz!

Apesar de ser o 7.º Passeio do ISCPSI, foi a 1.ª representação da nossa equipa neste evento, onde pudemos constatar que o edifício ISCPSI se engalanou para o evento, divulgando visualmente aos participantes os principais colaboradores deste passeio.

A recepção aos atletas foi um dos pontos muito apreciados do passeio, oferecendo aos convivas um ligeiro pequeno almoço antes dos kms a pedalar que lhes era reservado.  

Em relação à segurança dos participantes, quase nada foi descurado, tendo em vista que tudo corresse pelo melhor e sem sobressaltos, face ao percurso escolhido.

Não faltou sequer o apoio mecânico. 


O dia amanheceu algo nublado, mas apesar disso as expetativas eram altas... 


À hora marcada foi dada a partida e logo nos fizemos à estrada para percorrer cerca de 25km do percurso realmente citadino, onde o rei foi mesmo o asfalto, para decepção de muitos.

David Gonçalves seguiu quase clandestinamente na cauda do pelotão, ostentando as nossas cores e em especial as de um dos nossos parceiros/colaboradores, a IPA (International Police Association), cujo logótipo é facilmente reconhecido lateralmente nos membros inferiores do nosso equipamento oficial. 

Chuvadas contou-se 3... pelo menos, mas não fizeram mossa! O sol logo, logo secava. 

Sensivelmente a meio do passeio encontrámos a ZA, onde a simpatia dos colaboradores e a diversidade de alimentos e bebidas disponibilizadas foram em variedade e quantidade suficientes.





O passeio BTT do ISCPSI foi de facto um passeio citadino pelas ruas de Lisboa, que teve o seu auge na passagem superior pelo Aqueduto das Águas Livres. Para mim, David, apesar de estar há 26 anos a residir em Lisboa, foi a primeira vez que passei lá por cima... e de bicicleta. Foi interessante! 


David na sua passagem pelo Aqueduto, num momento em que a chuva voltou a marcar presença. 

O Aqueduto tem um muro de segurança com cerca de 1,20 mt de altura, construído com blocos de pedra inteiros. Como colocaram aqueles pedregulhos a uma altura daquelas!!!  Quais pirâmides do Egipto?!

Uma obra (Aqueduto) admirável pela sua imensidão e imponência.



O passeio foi feito com alguma chuva, tendo apenas uma ligeira incursão no Monsanto, mas foi quase sempre por alcatrão, não teve mais de 500 metros em terra. Foi quase sempre a travar... eh eh. A organização deveria ter previsto uns trilhos pelo interior do Monsanto, ainda que fosse só daqueles mais soft.

Como pontos muito positivos tenho a registar os inúmeros artigos/prendas distribuídos por sorteio de acordo com os dorsais, e sobretudo a boa retaguarda de apoio, antes, durante e depois do evento. Fiquei admirado com o apoio dado pelos Agentes Principais do efetivo do Instituto. 

Segundo me constou, valeu pelo repasto, pois não almocei, mas parece que o pessoal não gastou energias suficientes na prova para aquilo que comeram. Isto é: comeram muito e andaram pouco! Se estavam a fazer conta de lá irem para fazer exercício e ficar mais elegantes, bem se tramaram.... saiu-lhes o contrário, regressaram mais anafados... mas foi uma manhã sobretudo divertida.

O cheque-oferta da Organização. 

A entrega do valor reunido à representante da ACREDITAR.

No próximo evento da ISCPSI contamos voltar a estar representados, mas se possível com inscrição feita com antecedência.

Este passeio não teve Classificações!

+ Fotos

Créditos à reportagem:
Textos: David Gonçalves, João Valério.
Fotos: António Baganha.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...