domingo, 15 de março de 2009

Participação da equipa (Sardoal)

Local: Sardoal
Marcou presença: João Valério (dorsal 157)
Distância percorrida: 43kms
(Inscrito nos 60kms mas aos 35kms enveredei pelo trilho dos 30kms por esgotamento fisíco antecipado, classificado na distância dos 30kms)
Média: 14.8 kms/h
Vel. Máx.: 47.8 kms/h
Tempo gasto: 02h54m
Classificação (nos 30kms): 167º lugar


Cheguei ao local cerca das 08H30 e já o Sardoal estava "infestado" de atletas, que deveriam rondar quase os 400 (carece de confirmação da Organização). Aqui na 1.ª falsa partida junto ao Quartel dos Bombeiros.

Na 2.ª falsa partida junto à Residencial, ainda me encontrava indeciso se haveria de participar nos 30kms ou nos 60kms, uma vez que havia passado a semana engripado e sem treinar nada e ontem, só com 45 min. de sono havia-me deslocado ao Cartaxo onde participei no 6.º Passeio Doméstico (40kms)! O corpo pedia descanso mas mesmo assim estava reticente.

Os atletas estavam ansiosos pela partida a sério...
Eis chegados ao Pelourinho junto à Câmara Municipal do Sardoal onde se encontrava posicionada a Partida real após um breve "desfile" pela Vila. Saliento o facto de no percurso compreendido entre a 2.ª partida falsa e este local, nas subidas de ruas estreitas, ter encontrado diverso pessoal que apeou seguindo com as bicicletas à mão de forma desordeira ocupando toda a largura da rua impedindo os restantes participantes que subiam montados de passar.


Achei a partida bastante rápida, no entanto exigindo alguma perícia para conseguir ultrapassar os menos afoitos que já começavam a travar nas primeiras descidas.
Aqui uma passagem por uma zona que fazia lembrar as super-especiais.
Primeira passagem exigindo alguma técnica.
Nesta altura e face à média que marcava (17.7km/h), já havia optado por tentar fazer os 60kms, uma vez que o corpo estava a reagir bem. O problema era que não vinha preparado com "material de consumo" para fazer esta distância.
A primeira subida com alguma inclinação.
Passagem pelo já famoso local aplaudido na 1.ª Maratona do Sardoal como um dos mais bonitos.
A cerca de 17kms do início encontrámos o 1.º abastecimento líquido/sólido, a seguir ao qual se encontrava a separação das distâncias 30kms/60kms.
Após o 1.º abastecimento e já acompanhado pelo Paulo da Zonalheira BTTeam.
Percorridos cerca de 23kms comecei a sentir a força a fugir de mim e já começava a arrepender-me de não ter optado pelos 30kms.
Aqui outra bonita passagem do percurso.
Já tinha mais vontade de tirar fotos do que de pedalar, mas agora havia que cumprir!
O estado fisíco encontrava-se degradado e já havia convencido o psicológico... era vê-los a passar por mim! Oh miséria!
Aqui uma passagem também bastante bonita encontrada na distância de 30kms, cuja foto foi gentilmente cedida pelos Bombeiros de V. N. Barquinha.
Já próximo ao 2.º abastecimento, com cerca de 32kms percorridos.
Mais uma bela paisagem.
Neste 2.º abastecimento só era disponibilizada água, estava fraquinho de diversidade!
Ao cimo desta subida eis que me apercebi que me encontrava numa zona comum às 2 distâncias, ao deparar-me com uma bifurcação: 30kms à esquerda e 60kms à direita! Nem hesitei, era a minha oportunidade de remender a má opção! Foi então que com 35kms percorridos optei por seguir nos trilhos dos 30kms, havendo a percorrer somente mais 8kms.
Nesta subida, já em trilhos comuns às 2 distâncias. Algumas centenas de metros antes, junto a uma passagem por baixo de um viaduto, havia-me cruzado com a intercepção dos atletas que se encontravam a fazer os 60kms.
Já no local da zona de meta, onde, apesar de ostentar apenas 2 furações no dorsal ainda me questionaram qual a distância percorrida... no entanto há que ser honesto e respeitar os outros atletas. Pelo menos fui o 1.º classificado nos 43kms (julgo eu!).
Após o banho prolongado era hora de tomar lugar na fila para o almoço, onde, apesar de extensa dava oportunidade de ir trocando opiniões face ao evento.
A imperial era self-service, incluída na inscrição. 3 locais de abastecimento (2 Sagres/1 Super Bock), além do vinho, da água, dos sumos...
O almoço decorria dentro da maior cavaqueira. A equipa J. Claro Estores/A Lareira estreava-se nas andanças do btt e logo da melhor maneira, ganhando o prémio da equipa com mais inscrições (19) e também da queda mais antecipada com o Carlos Matos a não conseguir fintar uma árvore após descida rápida. As melhoras para ele. O almoço tinha bom aspecto! Porco no espeto com arroz-feijão e salada de alface/tomate.
Após o almoço foi ainda disponibilizado café e mata-bicho.
Parabéns a toda a Organização que mais uma vez provou que não organiza eventos à tôa. Críticas pessoais não tenho, mas ouvi-as em relação às subidas exageradamente íngremes na parte final dos 60kms (aquela parte a que me fintei... que sorte!).
Texto: J. Valério - Fotos: J. Valério, Bombeiros V. N. Barquinha, P. Ministro, Grupo BTT Sardoal.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...