domingo, 20 de maio de 2012

Participação da equipa (Gondemaria - Ourém)

Representação a cargo de:
João Guerra (30km)

Desloquei-me à localidade de Gondemaria em representação da nossa equipa para participar no III Raid BTT "Rota Santa Marta" 2012, inserido no Troféu BTT Concelho de Ourém. A ideia inicial era fazer os 50 kms na melhor posição possível entre os Veteranos B e amealhar o número máximo de pontos nesta segunda etapa do Troféu, para em Setembro próximo voltar a Ourém e fazer a terceira e última etapa do Troféu deste concelho.
A acompanhar-me mais uma vez foi o Pedro Lourenço, companheiro de provas e de treinos e os últimos que fizemos juntos indicavam uma ligeira vantagem por parte do Pedro.

O Pedro fazia o seu aquecimento habitual, só com a roda de trás.
A chuva que teimava em ameaçar os cerca de 200 participantes, deixou-nos partir ainda secos, o pior seria lá mais para a frente e pior ainda foi o que já tinha feito durante a noite, trilhos completamente impraticáveis, cheios de lama, escorregadios e descidas extremamente perigosas, o que levou a inúmeras desistências e mudanças dos 50 para os 30 kms (como foi o meu caso e o do Pedro).

A partida deu-se a horas e sem imprevistos. Como o S. Pedro ainda estava a dormir, a malta saiu novamente em red line, pelo menos até às primeiras poças de água.


Como já vem sendo hábito, eu não guardei nada para o fim (que na última subida bem precisei) e dei logo tudo o que tinha nos primeiros kms.

Também o Pedro não se poupou na parte inicial e passou-me ainda na fase de aquecimento, só o voltei a ver já na lavagem de bikes.


Quanto a mim o percurso estava muito bem marcado, o staff estava onde era preciso e os singles apresentados nesta prova classificavam-se de muito bons, não fosse a chuva a estragar tudo e teríamos tido um dia de BTT ao mais alto nível, deste modo ficaram demasiados perigosos para se fazerem montados na bike.

Em alguns singles a descer, nem com a bike à mão era fácil.


Nesta fase já tinha desistido de fazer qualquer descida montado, como se pode ver as mazelas físicas no corpo já eram mais que muitas.


Finalmente o abastecimento, onde cheguei já completamente saturado de tanta lama e decidi optar pela distância mais curta, os 30 km, que mesmo assim se tornaram demasiado duros.

O abastecimento estava muito bom, tanto assim foi que decidi ficar um bocadito à conversa e desfrutar de uma bela bifana.


Até ao final dos 30 kms, foi mais do mesmo: lama e mais lama!


Depois de três horas e pouco, lá cheguei ao fim sem pastilhas nos travões, com os pratos da pedaleira que pareciam ter sido lixados e com a corrente que parecia estar colada ao prato, sempre a insistir em dar duas voltas ao mesmo. Escusado será dizer que a minha lindinha no dia seguinte foi direitinha ao Doutor: pastilhas e corrente foi o tratamento imediato e a curto prazo o resto da transmissão. E eu que não quis ir a Sepins em Janeiro para não estragar material, agora já quase no verão apanho um temporal destes!

Não fiquei para o almoço e entrega de prémios, por isso não sei como correu, mas pelo que vi no resto de toda a organização, classifico este evento com nota positiva, porque esta rapaziada não tem culpa das partidas do S. Pedro.

CLASSIFICAÇÕES GERAIS 30KM (PASSEIO) / 50KM (RAID)
Classificações Parciais 30km (Passeio):
01.º - 02:24:05 - Bruno Patrício (BidBike)
02.º - 02:26:37 - Ricardo Freire (FrxBike)
03.º - 02:29:30 - Fábio Fernandes (ACR Frade de Cima/Quër Racing Team)
12.º - 03:06:22 - João Guerra (Zona 55/O Praticante) -1.º Classif. Vet B
26.º - 04:36:45 - Último



Créditos à reportagem:
Textos: João Guerra
Fotos: Organização, Zona 55
Vídeo: Zona 55

Participação da equipa (Vale da Serra - Torres Novas)

Participação a cargo de:
Pedro Silva (20km)

Percurso realizado - 20km

Local do evento, na bonita localidade do Vale da Serra D´Aire, freguesia do Pedrogão, concelho de Torres Novas. Todo a parte de apoio ao Passeio: secretariado, partida, chegada e refeições, localizadas no mesmo sitio, no pavilhão da coletividade, junto da Igreja Paroquial da terra. Nas imediações existia vários sítios para parqueamento de automóveis, veiculos utilizados para ali chegar com as burras. Os banhos esses eram na parte sul da localidade, junto do campo de futebol, que distavam cerca de 700 mts.

A Igreja que servia para abençoar os participantes no sopé da serra, que se avista por detrás.

Momento em que o elemento da organização informava de forma resumida, alguns pormenores da prova e sua sinalização, tendo se dado a partida sensivelmente à hora prevista.

Pedro Silva, com o dorsal 087, que foi levantado à chegada sem qualquer tipo de demora. Verdade seja dita, neste dia, por volta das 07H00, quando me estava a levantar, pouco me apeteceu, pois estava a chover bastante. Mas lá resolvi deixar esse problema para trás e me fiz à estrada.



No abastecimento, havia o que bastava, bastantes liquidos, fruta, pão com chouriço e sumo de cevada e de uva. Neste local também se dava a separação dos percursos.  

Por entre vários caminhos (carreiros), a paisagem era deslumbrante, rodeados de bastante arvoredo e muitas, muitas pedras, ou então não fosse a Serra d´Aire.


O piso, derivado à forte chuvada que havia caído na noite anterior, estava bastante escorregadio. Motivo que levou o Pedro Silva a abdicar de fazer os 40km e optar pelos 20km, uma vez que as condições fisicas ainda não são as melhores.



À chegada, após ter feito o passeio em velocidade cruzeiro, tal não foi o espanto quando a organização estava a comunicar que tinha controlado o tempo do 3.º posto.

O almoço decorreu em ambiente de confertanização entre os vários participantes, servido a tempo e horas pelas várias pessoas da organização, sempre com um sorriso na face.

A ementa era composta de uma sopa de legumes bem boa, seguida de uma carne à portuguesa com alface e bom sumo de uva, ao que se seguiu uma bela taça de arroz doce e foi terminado com um café. Estava do best.

Havia também uma exposição alguns modelos de bicicletas de tempos passados, as quais nessa tarde iam integrar um passeio de apelidadas pasteleiras, pela localidade de Vale da Serra..

O passeio pelo circuito estava muito bom, com bastante pedra... mas estamos na serra! A sinalização, em alguns sítios, poucos, faltou uma fita ou duas, mais talvez pela diversidade de alternativas que existe de carreiros, o que torna à luz do utilizador de BTT, uma maior possibilidade de pontos de passagem. As sinalizações a nivel humano estavam no sitio certo e em número suficiente. É um passeio para voltar a repetir. 

CLASSIFICAÇÕES GERAIS 20KM / 40KM
Classificação Parcial 20km
01.º - 01:25:34 - Pedro Tomé (individual)
02.º - 01:30:37 - Paulo Gaião (Núcleo Cicloturismo Alcanena)
03.º - 01:34:21 - Pedro Silva (Zona 55 Bike Team)
49.º - 04:10:21 - Último


Créditos à reportagem:
Textos: Pedro Silva
Fotos: Pedro Silva, Organização (Comissão de Festas do Vale da Serra 2012), ABTFoto
Vídeo: Zona 55
Track: Organização (aformiga)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...