domingo, 12 de dezembro de 2010

Entrevista: Luís Cancela

Entrevista a Luís Cancela*
*Vencedor da 1.ª Maratona Zona 55

Quando alguns elementos Fundadores do nosso recém-criado Clube de BTT Zona 55 se propuseram a realizar o  1.º evento BTT oficial do Clube, muito trabalho era esperado! A imensidão de variedades de terrenos à disposição em redor de Torres Novas deixou-nos reticentes mas com uma única certeza: o evento deveria fazer-se passar pela bonita Serra d’Aire, ex-libris da região que tomámos por naturalidade - Torres Novas. Decidimos então pedir uma ajuda na escolha dos melhores trilhos a um elemento externo ao Clube, o Luís Cancela, (re)conhecido desportista multifacetado torrejano e amigo de longa data dos representantes da Zona 55, que para além de conhecedor da zona está sempre pronto para ajudar e sempre com uma humildade sem igual. Ainda assim, o mérito de haver ganho foi totalmente merecido, pois o ser conhecedor da maioria dos trilhos por si só não é sinal de vitória certa, mas sim o orgulho de ganhar um evento em “casa” foi talvez a maior força que o terá levado a dar tudo de si para vencer a 1.ª Maratona Zona 55, além do mais tinha ainda bons atletas a tentar reclamar o 1.º lugar do pódio.



BI
Luís Cancela, 37 anos de idade, natural e residente em Torres Novas.

Desportos que pratica com assiduidade
BTT, Atletismo, Atletismo Trail, Duatlo.

Equipas que representa
Jorbi Test Team (BTT).

***|***

Clube de BTT Zona 55 (CBZ55): Qual a importância do desporto na tua vida pessoal?

Luís Cancela (LC): O desporto está presente na minha vida há muitos anos. Não me consigo imaginar a viver sem ele.

CBZ55: Entre os desportos que praticas, qual o que fazes há mais tempo e qual o que te dá mais prazer praticar?
LC: Comecei por praticar atletismo há 23 anos e BTT há 18. O BTT dá-me mais adrenalina e posso fazer um número de percursos muito maior que no atletismo.

JV: Já praticaste ou praticas algum tipo de desporto mais a sério? Encontras-te inscrito em alguma federação ou incluído em algum campeonato, ou já o estiveste?

LC: Sempre pratiquei como federado, a nível amador. Quando comecei, naquela altura o atletismo em Portugal gozava de saúde, éramos os melhores do mundo, era muito difícil conseguir um resultado de relevo. Fazia treinos bi-diários. Tinha tempos que hoje dava para ganhar corridas, mas na altura quando cortava a meta, já tinha algumas dezenas de atletas à minha frente!
Quando comecei no BTT encontrei uma realidade completamente diferente. Tinha resultados mas não haviam prémios monetários. Era e é um desporto completamente amador.


CBZ55: O que achas do trabalho desenvolvido pelas entidades públicas e associações desportivas no concelho de Torres Novas, relativamente à divulgação do desporto (particularmente os que praticas), angariação de novos atletas e realização de eventos?

LC: Nos últimos anos tem sido feita alguma coisa pelo BTT, através da Câmara Municipal de Torres Novas. Defendo que o desporto deve ser desenvolvido pelas Escolas, que lá têm os meios técnicos e humanos para desenvolver as modalidades. Já os clubes, vivem momentos muito difíceis à custa de patrocínios que não aparecem. Faz falta uma reforma no desporto escolar.


CBZ55: Reportando-nos agora ao evento de BTT realizado em Torres Novas no passado dia 03 de Outubro de 2010, no qual participaste e venceste com mérito: a 1.ª Maratona  Zona 55 – “Na Pegada do Dinossauro”, dá-nos a tua opinião do trabalho realizado pela Organização (Clube de BTT Zona 55).

LC: Foi com muita satisfação que aceitei o convite que me foi dirigido pelo Clube de BTT Zona 55 para ajudar na realização deste evento, nomeadamente na escolha de trilhos. Fiquei mais orgulhoso quando o evento foi aplaudido! A Zona 55 esteve de parabéns. À partida já previa que tudo corresse pelo melhor, pois apesar de ser o 1º evento estava a ser posto de pé por um grupo numeroso de pessoas muito experientes nestas andanças e com muita competência. Tinha tudo para correr bem, foi uma prova feita de atletas para atletas – 5 estrelas.


CBZ55: Como é do conhecimento público, os eventos desportivos são também uma forma de promover povoações e locais de interesse turístico e assim sendo, é espectável que as Organizações tenham os apoios necessários para o fazer. Neste sentido, achas que os locais de interesse público existentes na zona de Torres Novas são (devidamente) divulgados?

LC: A cidade de Torres Novas está rodeada de excelentes condições para a prática de diversas actividades desportivas que não estão a ser devidamente aproveitadas, acho que se devia aproveitar esta fase de crise para tirar atletas do ginásio e mostrar o melhor que temos ao ar livre. O Parque Natural da Serra D’Aire e Candeeiros (PNSAC) é gerido pelo Instituto de Conservação da Natureza (ICN) que recebe subsídios estatais para promover o turismo no próprio, além de não o fazerem devidamente ainda cobram centenas de euros a quem o quer divulgar, ou seja, cobra dinheiro por um serviço que eles próprios deviam fazer e não o fazem.


CBZ55: Para finalizar, o que pensas do panorama nacional do BTT? Achas que ainda está em expansão este desporto? Se é dado adquirido haver no momento tantos milhares de praticantes, estará a ser devidamente divulgado?

LC: O BTT nacional cresceu muito, mas só ao nível de lazer. A Federação todos os anos quer resultados imediatos não apostando assim nas camadas jovens e enquanto não o fizerem nunca teremos atletas a nível mundial em Portugal. Agora estão concentrados nos jogos olímpicos de 2012, mas quando terminarem vamos ficar mais uns anos sem atletas de topo, porque se esqueceram do mais importante: A Formação!


CBZ55: Obrigado pela tua disponibilidade e parabéns pela tua carreira desportiva, ainda que amadora.

Repórter: JV / Imagens: Zona 55 Bike Team

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...