quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Reportagem: Centros de BTT Galiza


Fomos de visita aos:
Centro de BTT "O Salnés" e Centro de BTT "Portas de Galicia"

No âmbito do convite dirigido ao Clube de BTT Zona 55 pelo Gabinete Oficial do Turismo Espanhol, em Lisboa, coube-me a mim, João Valério, o prazer de nos representar nesta presstrip bastante interessante a todos os níveis, que se desenrolou nos dias 16, 17 e 18 de Setembro.

Entre os participantes presentes contaram-se, além de nós, outros 2 blogues e respectivos representantes, AC - Trilhos e Aventuras (António Cabaço) e Ansibikers (José Ramalho). Como se tratava de uma presstrip não podiam faltar as publicações especializadas, Freebike (Gonçalo Costa e Bruno Pires), Bike Magazine (Pedro Pires e Rui Botas) e Notícias do Pedal (António Baganha). Para fechar o grupo ido de Portugal acompanhou-nos ainda Gonçalo Costa, em representação do Turismo Espanhol e Carlos  Conde foi o motorista de serviço. Em Espanha juntar-se-nos-iam os representantes da Oficina Técnica de Centros BTT Galicia (Agustín Martín, Mónica Crisóstomo e Andrés Castro). 


Eram cerca das 08H00 quando o António Cabaço, que viajara desde Castelo Branco, me ligou a dizer que já estava em Abrantes, conforme combinado. Encontrá-mo-nos pela primeira vez pessoalmente, pois até ali resumiam-se a contactos telefónicos. Socorrendo-nos de 2 caixas gentilmente fornecidas pelo Jorge Baeta (Jorbi), lá embalámos as nossas meninas completamente montadas e seguimos em direcção a Leiria, local previamente combinado a recolha dos bloggers, onde se incluíam o José Ramalho, que viajara desde Ansião. O autocarro que partira de Lisboa com os restantes elementos do grupo não tardaria a chegar. As bikes foram depois cuidadosamente arrumadas na parte inferior do autocarro. Fizeram-se breves apresentações e lá partimos rumo à Galiza pelas 10H00.


A nossa primeira paragem foi para almoçar, numa zona de descanso da A1, salvo erro a de Estarreja, onde parámos o tempo essencial e lá seguimos viagem de novo.


 
 
A meio da tarde o grupo ficou completo, quando nos encontrámos com os 3 elementos da Oficina Técnica dos Centros BTT Galicia, que nos aguardavam em veículo próprio numa estrada regional. Segui-mo-los até Meaño, ao hotel "Quinta de San Amaro", onde iríamos pernoitar.


Após distribuídos pelos nossos quartos, onde nos aguardavam alguns recuerdos bem úteis e diverso material informativo, reagrupámos no salão para a apresentação desta presstrip cuja tarefa esteve a cargo de Gutí Martín (Oficina Técnica Centros BTT Galicia), que de uma forma simpática e profissional nos colocou a par do recente projecto "Centros de Galicia", que actualmente e para já, conta com 2 centros de btt, a saber: "O Salnés" - no concelho de Méis e "Portas de Galicia" - que se estende pelos concelhos de Viana do Bolo, Vilariño de Conso, A Gudiña, Riós e A Mezquita.

Após a reunião, ainda tempo para um mergulho na piscina, que o António Baganha e o José Ramalho aproveitaram, mas apesar da temperatura da água e da beleza da piscina, não me convenceram. A Mónica Crisóstomo (Oficina Técnica Centros de Galicia), aproveitou para nos sondar (individualmente) e explicar, traduzindo os menus e fazendo comparações com pratos portugueses, face às ementas que pretendíamos usufruir nos próximos dois dias, nos diversos espaços de restauração onde iríamos estar presentes.

Após uma curta viagem, onde aproveitei para dar a conhecer o nosso media partner, a revista desportiva "O Praticante", rapidamente chegámos à praia de Silgar, em Sanxenxo, por sinal uma das praias mais populares da Galiza (Espanha), pois seria ali que viríamos a jantar. Antes, tempo ainda para um pequeno passeio na marginal até ao restaurante.

Chegados ao restaurante do clube náutico local, situado junto à marina, fizemos um pequeno compasso de espera aguardando uma ilustre convidada que iria acompanhar-nos ao jantar.


Uma foto com um pano de fundo extraordinariamente belo, na companhia de Gutí Martin (Oficina Técnica dos Centros BTT Galicia) e Gonçalo Costa (Delegação Oficial de Turismo Espanhol).


Foto de todo o grupo participante nesta presstrip.

Foto de grupo com Nava Castro Dominguez, Secretária Geral para o Turismo da Galiza. 

 
Seguiu-se o tão aguardado jantar já na presença da nossa ilustre anfitriã, no restaurante "Taberna del Náutico", onde o menu foi composto de marisco e peixe, bem regado por vinho da região. De seguida, regressámos à "Quinta de San Amaro" para pernoitarmos.

Após uma noite muito bem dormida, o dia começou com um farto pequeno-almoço onde (quase) nada faltava nas mesas aos elementos deste restrito grupo. E assim nos despedimos deste maravilhoso empreendimento turístico para nos deslocarmos até ao 1.º primeiro centro btt a visitar.


O Centro de BTT "O Salnés" situa-se no concelho de Méis, disponibilizando 10 percursos de níveis diferentes num total de 117,50km, com diversas ligações entre alguns deles, permitindo ao utilizador desenhar o seu próprio percurso através da "colagem" de partes de distintas rotas, uma vez que os percursos têm distâncias bastante curtas, variando entre os 6,7km ("Ruta 3 - Outeiros de Silván"9)  e os 17,4km ("Ruta 10 - Circuito de Campo Ladrón").

A nossa visita e passeio ao Centro de BTT "O Salnés" iniciou-se na Rota 2 - Muiños de Armenteira, uma rota vocacionada para passeios familiares e desenhada numa zona com pouca inclinação, sem grandes dificuldades físicas ou técnicas, porém com paisagens bastante bonitas, seguindo uma linha de água.

 
Abandonámos a rota 2 para realizarmos algumas passagens pelas rotas 3 e 10, sempre em velocidade de cruzeiro até à nossa primeira paragem turística, no Mosteiro de Armenteira.


Após breve visita ao mosteiro, seguimos desta feita em direcção ao centro nevrálgico deste centro btt, tomando a direcção ao Monte Castrove, na tirada mais suada da manhã, devido à inclinação acentuada, mas com passagens bastante interessantes por pinhal e algumas aldeias típicas.

Percurso realizado: 14,20km / 555D+ / 111D-

Após a nossa chegada à zona onde se localizam as instalações de apoio deste centro btt, mais concretamente ao Campo de Golfe de Méis ou também apelidado de Campo de Golfe do Monte Castrove (onde se encontra localizado), tínhamos à nossa espera um abastecimento que veio mesmo a calhar. Voltámos a carregar as "burras" no autocarro e fomos tomar um bom banho nas amplas e apetrechadas instalações ali existentes e comuns aos golfistas. Já todos lavadinhos e bem-cheirosos foi tempo da foto de grupo, agora na companhia da Técnica de Turismo do Concelho de Méis, María Corredoira.

Uma boa parte da tarde foi passada em viagem tendo por destino o Centro de BTT "Portas de Galicia". Pelo caminho paragem para almoço no concelho de Allariz, já na Província de Ourense. Após breve passeio (a pé) chegámos defronte do restaurante gourmet que onde já nos aguardavam: "A Fábrica de Vilanova", em cujas instalações funcionou antigamente uma fábrica de curtumes.


 
Mais uma refeição que primou pela qualidade! Este restaurante ficou-me no goto. Desde as instalações sobriamente bem recuperadas e adaptadas para a restauração, o bom serviço, a qualidade e originalidade da comida (gourmet) deixaram-me fã, pena é não morar mais perto... mas conto regressar. Relativamente aos pratos que nos foram servidos, desde as entradas, passando pelo primeiro e segundo pratos, terminando nas sobremesas... nham nham, de lambuzar e chorar por mais, sempre acompanhado por um bom vinho, como não podia deixar de o ser. O que mais me surpreendeu foi sem dúvidas o atum vermelho fumado (foto), bem confeccionado e ainda mais delicioso do que parece, servidos por um compatriota de Bragança, vejam só.

 
 
 
 
Após o almoço fizemos um pequeno passeio pelos jardins de Allariz, localidade cheia de tradição e encanto. Vale a pena visitar! Mais uma vez entrámos no autocarro, agora para seguir até Vilariño de Conso, às instalações principais do Centro de BTT "Portas de Galicia".

A nossa chegada a Vilariño de Conso foi a roçar o final de tarde, mas ainda tivemos tempo para visitar as bonitas e bem apetrechadas instalações deste Centro BTT. Tudo cheirava a novo, até as bicicletas para alugar, que eram novíssimas, ainda por estrear. Este local fica entre-serras, muito bem situado para os amantes do btt e da ruralidade, cujos percursos são desafiadores e cheios de beleza, pois esta região montanhosa tem também imensas barragens. Por aqui passa também a "Via de la Plata", cujo nome é facilmente reconhecido pelos amantes das travessias e peregrinações, como eu, cujo camino tem partes comuns a algumas rotas deste centro.


 O Centro de BTT "Portas de Galicia" estende-se pelos concelhos de Vilariño de Conso, A Gudiña, Riós, A Mezquita e Viana do Bolo. Localiza-se na fronteira Galiza/Castilla Leon/Portugal. Dispõe de 12 percursos de níveis diferentes num total de 244km, que permite unir todos eles para uma super aventura com 2 ou mais dias de duração. A ideia foi-nos deixada pelo Gutí e, sem dúvidas, deixou-me com ideias.

 

 
O sol já se preparava para esconder quando chegámos A Vilavella, no concelho de A Mezquita, onde iríamos pernoitar no Hotel Spa Vilavella. Exteriormente tem um aspecto rústico e simultaneamente moderno, como que uma fusão dos dois. As instalações interiores deixaram-me boquiaberto com a sua arquitectura moderna e pelo amplo espaço existente. Fomos encaminhados para os nossos quartos, os quais primavam por ter rés-do-chão e 1.º andar, onde quase me perdia ali sozinho, eh eh. Em baixo casa de banho e chuveiro, banheira de jacuzzi e uma pequena sala. Em cima o quarto com varanda interior e exterior com vista para a montanha, além de um pequeno escritório. Um verdadeiro luxo.




   
Antes do jantar, que iria ser igualmente servido aqui, ainda tivemos oportunidade para usufruir de alguns dos serviços disponibilizados, desde a sauna a massagens por água.



 
Depois de um excelente e agradável jantar, com um soberbo serviço e de qualidade excepcional, onde destaco a salada de camarões com manga, fomos convidados a dirigir-nos até a um salão para nos serem servidas as sobremesas e simultaneamente aí assistirmos à actuação do grupo folclórico "Tiruleque" em algumas composições tradicionais galegas. Um excelente final de noite que terminou com dois dedos de conversa entre todos. Mais um dia em que pudemos conhecer um pouco mais da cultura, tradições e cozinha galega, que muito se assemelham às nossas, portugueses.

 

Noite bem dormida e logo cedinho, após um bom pequeno-almoço despedimos-nos da povoação de A Mezquita e das instalações hoteleiras para agora nos deslocarmos para Vilariño de Conso, onde começaríamos a pedalar para conhecer alguns dos trilhos deste centro btt, em particular a "Ruta 10 - (Conéxion Vilariño de Conso-Viana do Bolo)". Partimos de junto à Casa do Concello, nesta povoação rodeada por serra e banhada pelas águas da barragem do Vao.

O percurso que aqui realizámos foi indiscutivelmente o que me deu mais prazer de cumprir. Começámos com uma descida cujo inicio teve dificuldade técnica mínima, mas depois foi sempre a bombar até chegarmos à barragem, bastava largar travões. A partir daí apanhámos alguns quilómetros em patamar para depois e num repente apanharmos todas as subidas condensadas numa única que parecia não ter fim e levar-nos às nuvens, não tão alto mas que nos permitiu ter uma vista maravilhosa sobre a paisagem que ali nos rodeia. Terminámos com alguns quilómetros em asfalto por forma a fazermos a ligação ao ponto de chegada - Viana do Bolo.

Percurso realizado: 17,46km / 470D+ / 491D-


 
No final tivemos à disposição apetrechos e dispositivos para lavar as biclas e um pequeno abastecimento. Desta feita os balneários disponibilizados foram os de um pavilhão desportivo local que se situava a poucas centenas de metros dali. Depois do banho tomado foi tempo de regressarmos ao autocarro para viajar até ao restaurante onde nos iria ser servido o almoço.

  

Terminámos a nossa presstrip no hotel rural e restaurante "Hacienda Airabella", que se situa em Seoane de Baixo. Esta é uma pequena, antiga e típica aldeia a escassos quilómetros de Viana do Bolo, cujas instalações, recuperadas de casario antigo, estão apetrechadas de todo o conforto proporcionado a nível de equipamentos modernos mas igualmente luxuriante. No interior podemos visitar uma exposição de máscaras ou ir até às traseiras onde se situa uma piscina. Estão também disponíveis passeios a cavalo e neste local é costume nevar, por isso, excelente escapadinha aqui se tem. Os nossos anfitriões foram de uma simpatia invulgar e bastante profissional. Do almoço constaram pratos típicos da região, dos quais enalteço a Androlla con cachelos à Galega, um enchido acompanhado de batata cozida e um óptimo vinho Ourense. Restou-nos regressar ao nosso quotidiano e trilhos do costume, porque tudo o que é bom acaba depressa. Fechámos aqui com chave de ouro esta visita aos Centros de BTT da Galiza e espero vos ter deixado com vontade de um dia destes os visitarem.

Resumo da presstrip em vídeo.

Álbuns fotográficos
António Baganha (álbum 1)
António Baganha (álbum 2)
António Cabaço (álbum)
Mónica Crisóstomo (álbum)

Rescaldos dos blogues representados
AC - Trilhos e Aventuras
Ansibikers  (aguarda-se publicação)

Rescaldos das revistas representadas
Bike Magazine
Freebike  (pág. 40/41/42/43)
Notícias do Pedal

Divulgação nos media da presença Zona 55
Jornal de Notícias de Fátima

Créditos à reportagem:
Texto: João Valério
Fotos: António Baganha, António Cabaço, Rui Botas, Mónica Crisóstomo.
Vídeo: Zona 55

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...