domingo, 29 de março de 2015

Participação da equipa (Zebrinho)

Representação a cargo de:
35km - Pedro Silva

Estavam inscritos cerca de 150 atletas para as duas distâncias, 35 km e 70 km.

A convite do amigo Nuno Charrua da "Canalha do Trilho", desloquei-me à localidade do Zebrinho, Freguesia de S. José da Lamarosa, concelho de Coruche, para dar uma volta de bike por aquelas bandas.

Num dia bastante agradável, com temperatura do best, assim se deu a partida à hora marcada, tendo-se rolado nos 2 primeiros kms em terra e asfalto e depois passagem para estradões de areia, onde deu para alongar o pelotão.







Uma das várias passagens em que a organização demonstrou que tudo fez para o percurso estar o mais agradável possível.

Bonitas paisagens em que houve meia dúzia de passagens bastante interessantes com alguns single tracks, de alguma atenção técnica mas de fácil transposição, tendo os mesmos sido ultrapassados sem dificuldade.

Após percorridos os 35 km, por entre paisagem com domínio de sobreiros e algumas passagens por zona de eucaliptos, lá conclui o percurso com o dever cumprido. Chegar ao fim sem palhaças e desfrutar de uma manhã ao ar livre. 

Os troféus em disputa, que foram imediatamente entregues após a chegada dos três primeiros atletas de cada escalão.

Para finalizar, o almoço na coletividade local, tendo como ementa sopa da pedra, carne à portuguesa e várias sobremesas rematadas com café.


ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS



Masculinos 35km
001.º - 01:20:34 - Dário Pereira (Ribabike/RProjeto)
002.º - 01:20:41 - Luís Ferreira (Team Tó Bikes/A & R Aguiar)
003.º - 01:22:51 - Bruno Nunes (Strix Bike Team)
088.º - 02:08:18 - Pedro Silva (Zona 55 Bike Team)
121.º - 03:29:59 - Último

Créditos à reportagem
Texto: Pedro Silva
Fotos: Ana Rita Nunes, Elsa Almeida, Nuno Sotto Mayor.

Participação da equipa (Assentis)

Representação a cargo de:
50km - David Gonçalves, João Valério
35km - Carlos António, José Silva, Rui Almeida

Sabem onde é que há daqueles eventos bons, bons, mas mesmo, mesmo bons? Nós sabemos! É em Assentis concelho de Torres Novas e são organizados pelos nossos "vizinhos" do Grupo BTT Superfresco.


Nesta 2.ª edição estivemos representados com 5 elementos, mais um elemento que na 1.ª edição, além da presença do Jorge Rabaça, o nosso elemento fotógrafo, Nos parques de estacionamento (2) um próximo à zona de banhos/almoço e outro junto à zona de partida, mas também ao longo da estrada principal onde encontrámos muita gente conhecida, como foi o caso da equipa do BTT Vale da Serra quase sempre acompanhados pela Urbina Varela, a fotografar gratuitamente em prole do btt. 


Chegámos juntos e cerca de 40min. antes da partida, além de que já tínhamos levantado os dorsais na loja Be on Bike (Entroncamento), o que fez ganhar ainda mais tempo. Levámos 2 cameras GoPro para captação onboard, tendo esse trabalho ficado a cargo do Rui Almeida e João Valério. Igualmente, o Jorge Rabaça ajudou na recolha de imagens com a sua Nikon enquanto assistente.



Sem pressas e após o controlo zero, fomos-nos colocando na manga de partida, uma zona enorme com espaço para todos.

O José Silva, que este ano se estreou neste evento, com intenções de fazer um bom lugar nos 30km, assentou arraias na frente do pelotão.

Um pelotão bem composto por mais de 4 dezenas de bttistas presentes para confirmar tudo o que se tem publicado e comentado pelo facebook, relativamente a este evento e que, está evidentemente a ganhar cada vez maior número de adeptos, não só dos concelhos vizinhos mas também da grande Lisboa. 




A partida foi dada sensivelmente à hora marca e os primeiros kms foram feitos em asfalto para tentar, friso tentar, esticar o extenso pelotão.


O José Silva desde cedo a manter-se agarrado com unhas e dentes à cabeça do pelotão.



Não foram precisos muito mais além de 5km para começar a festa! O primeiro dos mais de 10 trilhos anunciados foi extremamente delicioso, mas o pelotão ainda rolava bem juntinho. Lá na frente a velocidade nem abrandou. Quem avariava saía para o lado e os de trás continuavam a abrir. Lá mais para trás era diferente, se alguém parava ou seguia a pé, empatava tudo e o ritmo geral abrandava consideravelmente.



De uma forma geral e na primeira metade do percurso, cuja divisão entre as distâncias (35/50km) apenas apareceu ao km30, apesar de algumas partes técnicas, o percurso era consideravelmente rápido. A nível físico as provas foram dadas em curtas subidas, descidas e singles rápidos e alguns drops, além de alguma pedra e rocha, que são vulgares nestas aldeias junto à Serra de Aire. 




Cada um descia como podia e o Carlos António, para quem as descidas nunca foram um ponto forte, não se fez rogado em carregar com a burra.


Quanto a mim (João Valério), que já participei no evento anterior, estava preparado para as filas que apanhei o ano passado, mas não as encontrei porque o percurso estava mais solto, achei eu. Com maior número de zonas e trilhos bonitos, apesar de desta vez a ribeira estar vazia, o que alterou por completo todo o ambiente desta 2.ª edição.


O Rui Almeida a cumprimentar o Jorge Rabaça, ambos a captar imagens para a Zona 55 num dos trilhos mais esperados pelos participantes, com diversas pontes em madeira e a seguir junto do leito da ribeira (vazia). 


Encontrámos um percurso tão limpinho e perfeito que parecia ter sido desenhado a lápis. Para melhorar só faltou mesmo um pouco de sol, porque a manhã esteve quase toda ela enublada, tendo mesmo caído algumas pingas de chuva.



O David Gonçalves seguia com ganas de conseguir uma boa classificação na distância dos 50km, apesar do tipo de percurso não ser à sua medida, porque como ele mesmo diz tem dificuldades em zonas técnicas, safou-se muito bem, sem quedas, tal como os nossos restantes elementos.



O Carlos António mais uma vez em dificuldades, pois as descidas são o seu ponto fraco.


As marcações estiveram a um nível superior! Marcações no chão a spray de tinta vermelha, com setas e também assinalando zonas perigosas, fitas e placas de informação e também muito staff ao longo de todo o percurso. Este subiram dois furos a nível de apoio humano.




Chegados à zona de abastecimento comum às duas distâncias, foi como se chegássemos a uma festa! Uma enorme fila de mesas disposta paralelamente ao trilho, sobre a qual se encontravam diversos produtos sólidos, desde fruta a sandes, pão, febras e por aí fora, além de água, sumo, vinho e cerveja.


Junto às mesas estava um grelhador que não dava mãos a medir aos dois homens ali de serviço.


O staff sempre muito simpático para com os participantes, mesmo nos postos de controlo. Este ano também vimos aumentar o número de fotógrafos nos trilhos. Contámos mais de 5. Mais uma vez parabéns. Só foi pena escolherem quase todos os mesmos locais, com tanto sítio bonito para estar...



O José Silva está ainda em adaptação à sua nova montada, também ele a fazer a passagem/adaptação de roda 26" para 29", mas não se saiu nada mal.






Já falei no trabalho que encontrámos nos trilhos? O grupo Superfresco mais uma vez não decepcionou ninguém. Fizeram um trabalho de se lhes tirar o chapéu. Muito mato limpo, pedra partida e afastada do trilho, terra cavada, pontes construídas... enfim, só quem já organizou ou organiza eventos (e que trabalhe neles) consegue dar o verdadeiro valor a isto. Meus amigos, isto é o turismo do futuro, creiam nisto! 





Após a divisão, o caminho dos 50km tornava-se mais exigente, pois empinava até às eólicas do Bairro, com muita pedra e estradão para rolar até deitar a língua de fora. Era dar tudo até ao caroço. Que loucura de percurso, houve mesmo de tudo e não foram precisos muitos quilómetros, mais houvessem.



A cerca de 2km da meta os percursos das duas distâncias voltaram-se a encontrar. Antes da meta um bocadinho de brincadeira num derradeiro trilho entre pinheiros e oliveiras, para depois descermos a todo o gás para a meta, comum à zona de partida.



O Rui Almeida e o Carlos António fizeram dupla em todo o percurso dos 30km, ora puxando um, ora outro, curtindo à brava cada metro de terreno.


Após a meta, onde se encontrava uma verdadeira animação vs. recepção, como o pessoal gosta, percorríamos algumas centenas de metros para lavar as bikes onde fez falta uma máquina de pressão, pois dava mais despacho que as mangueiras e lavava melhor.

Os banhos foram mesmo ali ao lado. Deu o despacho adequado e não foi preciso muito para despachar tanta gente. A água esteve sempre temperada, pelo menos até à nossa vez.

O almoço foi no primeiro andar do mesmo edifício dos balneários, junto a campo de futebol de Assentis (ou Assentiz, como alguns escrevem - ainda estou para saber realmente como se escreve).

As filas foram curtas, apesar de haver muita gente para comer, fora os que ficaram excluídas pela Organização logo nas inscrições, porque não haviam condições para servir com qualidade tanta gente. Do menu fazia parte carnes grelhadas com batata frita e salada ou mão de vaca, ambos deliciosos e muito bem regados pelo ali famoso Superfresco (vinho branco traçado com gasosa), água, sumo, tintol ou cervejol.

Para os da Zona 55 que tiveram direito a almoço, a animação foi garantida, Pusemos a conversa em dia com muita malta nossa amiga, não só da zona mas também de longe que já não víamos há alguns meses. O pessoal do btt é uma família!

A bela da maminha de vaca que falei há pouco atrás.

Para terminar faço um brinde com os amigalhaços da equipa Os Mouros. Os nossos parabéns à Organização por mais um fenomenal evento. Para o ano estamos cá novamente batidos.



TRACKS 2.º PASSEIO SUPERFRESCO
Track 35km / Track 50km



CLASSIFICAÇÕES GERAIS
001.º - 01:47:37 - Hugo Moreira (Pódio)
002.º - 01:55:33 - Rui Ventura (individual)
003.º - 02:02:46 - Leandro Brito (G. C. Barquinhense)
006.º - 02:10:34 - José Silva (Zona 55 Bike Team)
085.º - 03:24:33 - Carlos António (Zona 55 Bike Team)
086.º - 03:24:42 - Rui Almeida (Zona 55 Bike Team)
246.º - 05:39:11 - Último

001.º - 02:31:33 - Luís Martins (Marrazes/Brejinho/Joficina/Bike Zone Leiria)
002.º - 02:37:28 - David Conde (Pódio)
003.º - 02:41:38 - Diogo Almeida (Marrazes/Brejinho/Joficina/Bike Zone Leiria)
030.º - 03:14:58 - David Gonçalves (Zona 55 Bike Team)
039.º - 03:24:25 - João Valério (Zona 55 Bike Team)
128.º - 05:58:22 - Último

Créditos à reportagem
Texto: João Valério
Fotos: Fanny Dias Photography, Filipa Fidalgo, Joel Graça, José Perdigão, Nuno Matos, Sérgio Pereira, Urbina Varela, Zona 55 (Jorge Rabaça)
Vídeo: Zona 55

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...