domingo, 29 de julho de 2018

Participação da equipa (Turquel)

Representação a cargo de:
55km - David Gonçalves

A minha segunda prova do Troféu BTT Norte Ribatejo e também a minha segunda participação em Turquel, onde se esperava uma prova bastante técnica, à semelhança do ano anterior. 



 Estiveram presentes um total de 274 atletas divididos pelas duas distâncias, Mini-Raid de 35km e Raid de 55km, onde me encontrava inscrito.


Os quilómetros iniciais comecei fresco e seguia bem, mas sempre com a faca nos dentes a tentar chegar-me ao meu irmão, que seguia umas dezenas de metros na minha frente.

Infelizmente, ainda antes de atingir o km25, tive o azar da sola do sapato esquerdo ter-se estragado e ir-se descolando toda, o que me fez quebrar o ritmo e deixar de ter equilíbrio, tendo sido remetido para lá do meio da tabela. O percurso estava bem marcado e tinha bons singles.

Devido ao esforço extra no pedal e pé direito, levou a que também a sapatilha direita tivesse estragado a sola, o que me obrigou a atalhar por alcatrão e a fazer os últimos 20km fora de percurso, de forma a conseguir chegar à meta a pedalar, já que não tinha condições para me manter no percurso. Infelizmente, por motivos técnicos, não consegui terminar desta vez.


01.º - 02:18:45 - André Filipe (CPR A-do-Barbas)
02.º - 02:18:45 - Marco Sousa (Róódinhas/Santos Silva)
03.º - 02:18:46 - João Santos (Róódinhas/Santos Silva)
94.º - 03:56:41 - Último
DST (por avaria) - David Gonçalves


ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS

Créditos à reportagem
Texto: David Gonçalves
Fotos: Urbina Varela

domingo, 15 de julho de 2018

Participação da equipa (Ourém)

Representação a cargo de:
60km - David Gonçalves


Mais uma vez estive presente no BTT de Ourém.  Prova com carácter bastante competitivo, por fazer parte do troféu regional. Estavam na partida mais de 200 atletas escalonados em  duas boxes. 


O tempo ameaçava com chuva, ainda pingou no momento da partida, mas aguentou-se e só choveu da parte da tarde... que sorte.

O percurso bem marcado até era ao meu jeito, mas tal não se verificou no resultado, ou estou a andar menos do que pensava ou são os outros que estão a andar muito... bem, penso que são as duas coisas.



O percurso era muito rolante, com grandes estradões a subir. Subimos duas vezes aos moinhos (duas voltas para a maratona), as descidas eram pelos trilhos da Serra d'Aire, que eram grandes e bastantes técnicos, digamos que tinha grandes descidas técnicas, onde os mais tecnicistas podiam "voar".

Tenho dizer que este ano, tratou-se da prova mais fácil dos últimos anos, pelo terreno em si, até porque não tinha assim tanta pedra como se esperava, considerando a zona (Serra d'Aire), então comparada com a do ano passado, era muito mais amena. No ano passado apanhou-se temperaturas de 50ºC.

A relevar: Boa organização da prova e excelentes condições na chegada e qualidade nos banhos (no novo pavilhão gimnodesportivo do Caneiro).

01.º - 02:22:34 - Diogo Almeida (Transfor/Fátima BTT)
02.º - 02:22:36 - Ismael Graça (20km Almeirim)
03.º - 02:27:37 - Pascal Inácio (Transfor/Fátima BTT)
50.º - 03:12:01 - David Gonçalves (Clube de BTT Zona 55)
73.º - 04:55:39 - Último

ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS


Créditos à reportagem
Texto: David Gonçalves
Fotos: João Alves, João Pinheiros

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...