domingo, 17 de setembro de 2017

Participação da equipa (Rossio ao Sul do Tejo)

Representação a cargo de:
60km - David Gonçalves, João Valério
35km - José Silva

Nesta 8.ª Edição voltámos a estar presentes neste evento onde temos marcado presença em todas as edições realizadas. Este ano participámos com apenas 3 elementos, além da presença do Jorge Rabaça que fez a cobertura fotográfica. Pelo 2.º ano consecutivo este evento contou para o acumular de pontos no Troféu BTT Ribatejo Norte.

f
 A concentração para a partida fez-se no local habitual (Aquapólis Sul - Rossio ao Sul do Tejo), que possui todas as necessárias infraestruturas para receber o sempre elevado número de atletas - este ano +200 participantes) e seus acompanhantes. 

 O José Silva colocou-se na linha da frente com vista a defender as suas ambições de continuar na 1.ª posição da categoria Sprint, escalão Vet. C do Troféu BTT Ribatejo Norte.


O percurso de ambas as distâncias manteve-se comum até sensivelmente ao km25 de novo no Rossio, este ano seguindo Oeste/Este em direção ao Fôjo (naturalidade desta Organização), Pego, Ameixeira, Arreciadas, sempre com alguma areia e uma ou outra subida mais sofrida, à semelhança de edições anteriores.



O percurso esteve sempre muito bem marcado e com staff e autoridades nas travessias de cruzamentos e quando se rodava em vias rodoviárias. 



Ainda antes da separação dos percursos, de volta ao Rossio ao Sul do Tejo, tivemos pela frente a subida ao Cabeço do Caneiro, que em edições anteriores fizemos no sentido inverso, a descer. 


 Percorremos em diversas direções sempre enleádos no Cabeço do Caneiro, maioritariamente em single tracks um pouco técnicos e exigentes fisicamente, sempre com um vista fenomenal sobre o Rio Tejo e o Aquapólis. 


 Após a divisão dos percursos continuámos a encontrar bastante areia, agora com mais zonas para rolar fluídamente e em estradões.


 
A distância Maratona ainda nos levou ao single track brutalíssimo sobre uma escarpa que mete respeito, antes mesmo de voltarmos a unir percursos e nos encaminharmos para o longooo single track do Caminho do Tejo, ligando Tramagal/Rossio, bastante areoso por sinal, para não defraudar as expectativas.


Continuando junto do Rio Tejo e com a meta ali bem próximo, ainda a passagem por uma zona espetáculo e por um campo agrícola. 


As zonas de abastecimento estiveram, em maioria, bem localizadas, nunca faltando a preciosa água, nestes tempos em que parece não mais abandonarmos o Verão. A chegada ao Rossio ao Sul do Tejo, onde estava montada a meta, decorreu no passeio ribeirinho com uma imagem de fundo fabulosa. O José Silva, nosso único elemento que participou na distância meia-maratona, conseguiu os seus intentos e fez primeiro no seu escalão.

 O David esteve bem, apesar disso bastante longe das excelentes prestações do ano passado. Este ano com poucas participações no Troféu BTT Ribatejo Norte e, aquelas em que participou, não esteve à altura da aguerrida concorrência do atual ano.

Após o excelente banho e cerimónia de entrega de prémios, encaminhámos-nos para o almoço, servido nas proximidades e num local exclusivo para o evento, onde fomos devidamente bem-tratados, pois o almoço estava uma delícia com possibilidade de repetir, assim como a bebida. Em 2018 prometemos voltar. Bem-hajam amigos do A.C. BTT do Fôjo.

CLASSIFICAÇÃO GERAL
001.º - 01:22:38 - Dário Pereira (Ribabike/Rprojecto)
002.º - 01:22:40 - Fábio Silva (Roda Livre Cartaxo/Findmore Consulting)
003.º - 01:25:36 - André Daniel (G.C. Barquinhense/BS Travas)
021.º - 01:31:54 - José Silva (Clube de BTT Zona 55) - 1.º Vet. C
134.º - 03:43:55 - Último 


001.º - 02:21:52 - Nuno Inácio (individual)
002.º - 02:24:52 - Luís Conceição (Róódinhas/Santos Silva)
003.º - 02:24:55 - Paulo Santos (Róódinhas/Santos Silva)
042.º - 03:00:43 - David Gonçalves (Clube de BTT Zona 55)
065.º - 03:31:19 - João Valério (Clube de BTT Zona 55)
082:º - 04:14:19 - Último

ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS


Rescaldo Vídeo I: Clube de BTT Zona 55


Rescaldo Video II: Modo Vision

Créditos à reportagem
Texto: João Valério
Fotos: A.C. BTT do Fôjo, Jorge Rabaça, Modo Vision, Urbina Varela.
Vídeos: Clube de BTT Zona 55, Modo Vision.

domingo, 3 de setembro de 2017

Participação da equipa (Carregueira)

Representação a cargo de:
35km - José Silva

Resumo da 5ª etapa do Troféu Open Meia Maratona Santarém/Pódio BikeShop - Carregueira, 3 de Setembro de 2017:


Realizou-se no passado dia 3 de setembro a 5ª Maratona BTT "Trilho das Represas" - Carregueira, inserida no Troféu Open Meia Maratona Santarém/Pódio BikeShop. Evento com duas distâncias a percorrer, meia maratona 35 Km e 60 Km Maratona.


Partia para esta última etapa do troféu com o 1º lugar no troféu garantido, mas sempre com o objectivo de alcançar o melhor resultado possível. A minha inscrição foi para a distância de 35 kms. Partida dentro do horário previsto em piso de asfalto com uma viatura da organização na frente até à entrada na terra.


Prova realizada com temperaturas amenas, com 115 participantes inscritos na meia maratona, e 46 inscritos para a maratona entre promoção e federados. Local de partida e chegada junto à sede do Grupo Motard da Carregueira onde estava o secretariado e banhos nos balneários do ringue desportivo sem grandes condições (água fria).


O percurso com cerca de 38 kms em piso com bastante areia e pedra solta, apresentava uma altimetria com cerca de 700m, com alguma exigência técnica a nível de singles mas também com zonas bastante rolantes, marcado com fitas, setas e cal, nem sempre visíveis, e placas nas zonas de perigo, elementos da organização colocados nos locais de travessia de asfalto, abastecimentos bem colocados.









Em relação ao almoço, não tenho qualquer comentário, porque não fiquei para almoçar. Em relação aos banhos, as instalações não apresentavam grandes condições. Em relação à minha prestação, mais uma vez a pouco visibilidade de algumas fitas a ditarem a minha classificação final, uma vez que, a cerca de 3 km para o final um engano atirou-me para a terceira posição quando seguia em 1º do escalão Veteranos C.

CLASSIFICAÇÕES GERAIS
001.º - 01:34:42 - João Macedo (Ass. 20km Almeirim/Rest. O Forno)
002.º - 01:34:47 - Hugo Moreira (C.D.M./Pódio Bike Shop)
003.º - 01:34:56 - Leonardo Marcelino (Róódinhas/Santos Silva)
022.º - 01:52:15 - José Silva (Clube de BTT Zona 55) - 3.º Vet. C
115.º - 04:33:26 - Último


ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS


Créditos à reportagem
Texto: José Silva
Fotos: Zézita Rodrigues

Participação da equipa (São Miguel do Rio Torto)

Representação a cargo de:
45km - João Valério

Mais um ano em que me desloquei a este evento "perto da porta" e onde, por norma, costumo ter azar... lembrando-me do ano passado, onde não pude participar porque no caminho a bicicleta soltou-se da calha do tejadilho e andou aos saltos pelo alcatrão, mas sou perseverante e todos os anos volto! 

Estiveram presentes um total de 64 bttistas para a edição de 2017 dos Cabeços de São Miguel, sendo que 23 participaram na distância maior (45km) e os restantes na menor (25km), tendo eu, como é habitual, participado no percurso mais extenso. A partida foi à hora marcada (9h00).

Após a partida, rápida, rolámos por escassas centenas de metros e fizemos uma original passagem pelo interior das instalações e em redor do campo de futebol local, para logo de seguida começarmos uma descida rápida e longa, mas logo a seguir, fazendo jus ao nome do evento, fomos brindados por uma extensa e inclinada subida.



Subidas e mais subidas, constantes sobe e desces foram o prato do dia. Quando se podia rolar era aproveitar e dar o máximo, mas nem sempre, porque havia zonas com bastante pedra. 

Algumas passagens por zonas de pinhal bem divertidas, onde algumas delas já estavam cinzentas vítimas dos últimos incêndios. 


 Uma das zonas onde o percurso em single track estava minado de pedras.


A segunda parte do percurso maior era mais rolante, mas mantinham-se os sobe e desces, por vezes cotovelos onde se exigia alguma técnica. 



A apenas 16km do final, quando rolava integrado num pequeno grupo de bttistas e a meio de uma subida, o desviador traseiro deixou de funcionar. Parei e apercebi-me de que um dos parafusos do dropout havia desaparecido, o que impedia o desviador de funcionar normalmente. Com a ajuda de um participante lá consegui meter a roda no sítio e, com bastante cuidado e calma, lá consegui chegar ao final montado. A tradição manteve-se e, mais uma vez, o azar bateu-me à porta.

 Consegui cruzar a meta, ainda assim sem ser o último a fazê-lo e sem ter de fazer parte do percurso apeado. Desta vez não fiquei para o almoço por motivos familiares, o que foi pena, pois por apenas +2€ tinha direito a almoçar neste evento de cariz familiar, inscrição económica (8€) e durinha qb. Em 2018 espero ter disponibilidade para voltar a participar.


CLASSIFICAÇÕES GERAIS

01.º - 01:59:12 - Octávio Vicente (individual)
02.º - 02:11:54 - Miguel Santos (Tenrinhos da Bicla)
03.º - 02:17:16 - Bruno Antunes (G. C. Barquinhense)
18.º - 02:52:31 - João Valério (Clube de BTT Zona 55)
20.º - 03:03:43 - Último

Créditos à reportagem
Texto: João Valério
Fotos: João Valério, Organização

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...