segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Como transportar bicicletas num avião

Baseando-me nas minhas experiências pessoais e do meu grupo de companheiros, vou tentar abaixo dar-vos algumas dicas por forma a ajudar-vos na vossa decisão, quando precisarem de enviar uma bicicleta por via aérea, igualmente aplicável por via marítima.


ARTIGO DE OPINIÃO
Sacos de transporte (bike bags) e/ou caixas, por nós já testados/utilizados

Dica: Nas viagens de avião, devemos sempre:
  • retirar toda a pressão dos pneus;
  • desapertar ou desmontar os discos de travão e colocar algo entre as pastilhas das bombas de travão, aconselho arranjem aquelas peças plásticas que vêm nas bombas novas (quando compradas não montadas), para evitar que fechem inadvertidamente durante a viagem no caso das manetes;
  • nunca transportar botijas de CO2 porque além de ser proibido irão rebentar durante o voo face à pressão atmosférica;
  • colocar o nome e contato no saco para o caso da etiqueta sair;
  • colocar um cadeado, preferencialmente de código, para não terem depois de andar à procura da chave.

Eis os tipos de sacos e caixas que já utilizámos e respetivas opiniões dos seus utilizadores

YTWO Easy Travel
A opinião de Vítor Campos

Prós:
  • é compatível com todos os tipos de rodas: 26, 27,5 e 29;
  • muito espaçosa;
  • possui rodas para uma maior facilidade de deslocação.
  • baixo preço.
Contras:
  • possui poucos compartimentos interiores.

A opinião de Samuel Nabiça


Prós:
  • boa relação qualidade/preço;
  • possui bastantes compartimentos e sacos separados para as rodas;
  • compatível para todos os tipos de rodas e quadros;
  • base interior rígida, com carris;
  • possui 2 rodas para melhor deslocação.
Contras:
  • zona das costuras pouco reforçadas (rasgou no manuseamento durante o transporte).
 Opinião por João Valério

Prós:
  • material bastante resistente e de qualidade;
  • possui muitos compartimentos distintos no interior e exterior;
  • tem diversas pegas/alças no exterior;
  • possui diversos componentes para proteção da bicicleta e componentes, cadeado de código numérico; 
  • dotado de muitas fitas de aperto no interior;
  • possui rodas para melhor deslocar.
Contras:
  • as 4 rodas são giratórias, impedindo um bom controlo quando se desloca pelo chão;
  • o formato é estranho;
  • preço um pouco elevado.


Opinião por Manuel Maia

Prós:
  • muito robusto;
  • excelente proteção da bicicleta;
  • muita arrumação;
  • possui 2 rodas (fixas), o que facilita o manuseamento no transporte.
Contras:
  • preço.

A económica e simples caixa de papelão
Opinião por Renato Valério

Prós:
  • grátis (ou em caso de compra +/-5€);
  • muito espaçosa;
  • compatível com todos os tamanhos de roda e modelos de bicicleta;
  • só é necessário desmontar roda da frente, pedais e guiador;
  • toda a bicicleta fica bem protegida se for bem embrulhada em plástico bolha (ou envolvida com outro tipo de material).
Contras:
  • ocupa demasiado espaço para transportar (nos transferes);
  • difícil arrumação;
  • muito frágil, rasga facilmente;
  • poderá não ser aceite em alguns voos/países.

Existem bem mais de uma dezena de marcas de sacos de transporte disponível no mercado, estes são alguns deles, comprados por nós e sem benefícios nem patrocínios. Para quem considera fora de questão enviar a bicicleta numa caixa de papelão, mas que também não quer gastar dinheiro num saco próprio que usará escassas vezes, deixo-vos aqui a opção de aluguer (por exemplo a empresa Bag4Days), onde por apenas 8€ ou 9€/dia poderão levantar num aeroporto e deixar noutro. 

Concretamente para viagens de avião, as dimensões regulares de uma caixa de papelão para transporte de bicicleta de roda 29 (apesar de existirem outras medidas similares) é de 145 x 25 x 95, porém as companhias aéreas por norma utilizam a soma total das medidas. O peso máximo permitido regularmente para este tipo de bagagens em avião é de 32kg, mas não aconselho a ultrapassar os 30kg. O preço adicional a pagar por este tipo de bagagem varia de acordo com o Continente de embarque e destino. É aconselhável, após embalamento da bicicleta na respetiva caixa, envolver toda a caixa com rolo plástico filme a fim de prevenir ajudar a manter a sua integridade e pequenos rasgões. 

Poderão ver e ler no nosso blogue as diversas crónicas relativas às viagens e travessias que fizemos (Volta à Islândia, Scotland coast to coast, Azores Challenge MTB), onde utilizámos este tipo de material para transportarmos as nossas bicicletas.

Bem, pessoal, esperamos ter ajudado nas vossas escolhas. Boas aventuras em 2017!


Créditos à reportagem
Texto e fotos: João Valério

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...