domingo, 5 de julho de 2009

Participação da equipa (Torres Novas)

Marcaram Presença (40kms) > 11 elementos:
Abílio Bernardo, Carlos Matos, *Gonçalo Pereira, João Guerra, João Valério, José Luís Rosa, *Nuno Santos, *Paulo João, Rui Almeida, Tiago Bernardo, Tiago Matos.

*Atletas em representação da Zona 55 Bike Team

O nosso grupo de amigos participantes, identificando-os da esquerda para a direita: Valério, Paulo João, Carlos Matos, Tiago Bernardo, Tiago Matos, João Guerra, Pedro Lourenço, Nuno Santos, Luís Louro, Abílio Bernardo, Rui Almeida, Gonçalo Pereira, José Luís Rosa.
Passagem junto ao Edifício Galinha do nosso estimado patrocinador (Rui Galinha - Construções Galinha/Ibermédia). Rumo do nosso grupo até ao Jardim das Rosas, onde se encontrava a Partida. Aqui o João Guerra já se ria convencido que me (Valério) levaria a melhor...


Carlos Matos e Paulo João, juntamente com os restantes, a aguardar o momento da partida.


Inicío algo lento, uma vez que a zona escolhida não permite o fluxo rápido de todos quanto ali se encontravam (cerca de 350 atletas divididos pelas distâncias de 40 e 80kms).



Já em direcção às Lapas, ainda com o Pace Car na frente.

Entrada na Freguesia de Lapas (Torres Novas).

Primeiros quilómetros de terra batida em direcção ao Pedrógão e Serra D'Aire (ao fundo).

O tempo estava agradável para a prática do btt, com sol de primavera e inclusivamente chegou mesmo a chover durante a prova. É a meteorologia incerta provocada pela Serra.

Muitas pedras, rochas, subidas, descidas técnicas e belas paisagens são o habitué da nossa equipa que de vez em quando vira o treino para aqui. Não fosse Torres Novas a cidade da Zona 55.

Haviam muitas marcações, no entanto quantidade não significa qualidade. As fitas por vezes não se encontravam colocadas nos melhores sítios, que com as passagens velozes ou para os menos atentos, levava a enganos frequentes, no entanto já vi piores...
As ZA foram as suficientes para o tempo que se fazia sentir, no entanto os sólidos disponibilizados eram fraquinhos.


Aqui um grupo de atletas que se encontrava perdido a aguardarem instruções de rumo.

Um dos muitos e variados single-tracks que tivemos o prazer de desfrutar.

Mais uma passagem numa zona bem bonita.


Aqui a chegada e passagem por parte da pista de motocross, com subidas incríveis.



Ao fundo e à direita, o João Guerra ganhava balanço para a subida. Parece um lagarto com o pescoço no ar.

A Organização, num próximo evento deverá ter em conta a existência de postos de controlo e também o formato de sorteio de prémios, que decorreu de forma muito duvidosa... todos esperavam que o sorteio fosse durante o almoço e pelos nºs. dos dorsais.

Valeu o esforço só para ter esta visão da Serra D'Aire.

Já em direcção ao banho, o Tiago Bernardo que ainda esteve com vontade de desistir mas no final de contas lá ganhou coragem e fez os 43kms na totalidade, apesar do tempo despendido.

Já na fila para o almoço, o nosso grupo de 15 pessoas ía dando uns bitaites para animar o tempo de espera, que felizmente não foi muito, apesar de todos os nossos atletas terem esperado pela chegado de cada um de nós e que tivessem os banhos tomados para depois se almoçar em conjunto.

O Hotel dos Cavaleiros demonstrou não ter o espaço suficiente para tanta gente, principalmente a partir das 14H00, que a fila já se encontrava bem extensa.

Felizmente para nós, até mesas conseguimos para todos. Nuno Santos e Ana Almeida. No próximo evento talvez seja de bom tom escolher um local mais amplo e apropriado à reunião de tantos betêtistas.

Luís Louro, João Guerra e Pedro Lourenço.

No próximo ano esperamos marcar presença novamente e se possível mais "musculada". Uma vez que não foram colocados postos de controlo, as classificações não serão fiéis à realidade, uma vez que mesmo dentro do nosso grupo, houve desistentes a atalhar + de 10kms que no final foram contabilizados como se houvessem cumprido a distância total.
Fotos: Rui Almeida e Valério *****Texto: Valério

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...