sábado, 12 de dezembro de 2009

Reportagem: "Coisas" Novas...

Esta é uma reportagem que foge um pouco ao habitual aqui postado, mas é preciso ir inovando para agradar a todos os nossos "seguidores" ;-) e pelo que, comigo já têm comentado por diversas vezes: "...é do melhorzinho do género" ou "muito bom, muito bom"- referindo-se ao blog. Texto e fotos a cargo de myself (Valério).

Lá voltei a servir de elo de ligação entre 2 grupos de praticantes de btt da zona de Abrantes, que apesar de se conhecerem entre si como tal, desconheciam que o dia e hora escolhido para o passeio deste fim-de-semana tinha coincidido... só tratei de os juntar com a ajuda do Nuno Inácio. Formámos assim um grupo de 11 elementos, apesar de não ser fácil a manutenção da coexistência de ritmos distintos entre os convivas.


Vou então desmultiplicar esta reportagem, começando pela montada que utilizei em jeito de Test Drive oficioso: GARY FISHER Hi Fi Pro 29er


Para descrever esta bike em apenas uma frase, só recorrendo ao slogan criado em 1928 pelo notável Fernando Pessoa para publicitar a hoje famosa Coca Cola, aquando a sua entrada no mercado português:
"Primeiro estranha-se... depois entranha-se!"


O "manobrador" deste monstro de roda 29'' sente-se realmente o MAIOR.


Trilho de ligação entre o Parque Urbano de São Lourenço e a povoação de Senhora da Luz (Abrantes).


Devo confessar que ao ser informado do peso total desta "bicha" - cerca de 13,800 kg., que em conjunto com pressão psicológica provocada pelas rodas de 29 polegadas (aros Bontrager) equipadas com os enoooorrmes pneus Bontrager XR Jones 2.25, cheguei a pensar não estar à altura de a conseguir levar até final do passeio.


Na parte traseira é equipada com um desviador e uma cassete de 9 velocidades, ambos Shimano Deore XT.


Na frente voltamos a encontrar Shimano Deore XT, no pedaleiro e no desviador, nos pedais os Shimano SPD.


A roda da frente é fixada por uma suspensão Fox F100 RLC29, encontra-se montado um disco Avid Juicy.


O guiador e o respectivo avanço, bem como o espigão de selim, são também da marca Bontrager, já os manípulos das mudanças são uns Shimano Deore XT e os manípulos dos travões uns Avid Juicy Disc.


O amortecedor traseiro é um Fox RP23.


Talvez devido a uma deficitária afinação, após fazer uma passagem de mudança, ela só se dava efectivamente 2 a 3 segundos depois... seria derivado à enorme extensão dos cabos!?... : ) Perguntam vocês: "- E quanto custa isto tudo??". Eu digooooo... P.V.P. €3.505,00 (Portugal).


Mas haviam mais coisas novas dignas de citação e fotos... a bike do Hugo Moreno!


Para os mais distraídos ou desconhecedores das constantes inovações nos componentes BTT, este pedaleiro parece bastante normal... mas não é! Olhem melhor... ainda não viram a diferença??? Até são 2.


É o mais recente pedaleiro de somente 2 pratos cujo formato é OVAL, o Rotor 3D, apelidado pela marca de OCP Sistem. Além de bastante leve é também extremamente funcional: anula os "pontos mortos" das pedaladas.


FOTO 1: À frente e agachado: Hugo Moreno. Atrás e da esquerda para a direita: Nuno Inácio, Francisco Cardoso, Manuel Nogueira, Diamantino Pires e João Valério.


FOTO 2: Da esquerda para a direita: João Santos, João "prof", João Valério, Nuno Inácio, Hugo Moreno, Manuel Maia, Manuel Nogueira, Paulo Freixo e Nuno Carpinteiro.


O primeiro grupo constituído por 6 pessoas (foto 1) reuniu na Chainça e dali arrancou pelas 15H00 em direcção ao Parque Urbano de São Lourenço onde já nos esperavam os restantes 5 atletas (já englobados na foto 2).


O gosto geral pela prática do btt juntou um grupo de 11 indivíduos, alguns dos quais só se conheciam de vista ou até nem isso, mas não invalidou de passarmos uma tarde bem divertida na companhia uns dos outros.


De S. Lourenço subimos um pouco até próximo ao Paúl e descemos em direcção às Sentieiras, onde nos deparámos com as habituais cercas dos terrenos administradospelo "Projecto Homem".

Por esta altura já estava quase feito à Gary Fisher, que apesar de todo o seu peso e exuberância da largura dos pneus 2.25, o que mais custavam eram as subidas... mas com a minha Orbea também acho o mesmo! Pensei que o defeito pudesse estar relacionado directamente comigo e não liguei grande importância à "coisa"...


Após pequena pausa para reagrupar e refrescar, lá seguimos viagem.


Mais à frente deparámos-nos com uma Récua.


Assustado com a passagem do nosso extenso e repartido grupo, um cavalo que ali pastava preso por uma corda, acabou enleado e caiu por terra extasiado, parecendo encontrar-se com dificuldade em respirar e/ou levantar-se. Valeu-lhe os dotes de campino do Nuno Inácio auxiliado pelo forcado Valério.


Mais uma subida para a "minha" Gary Fisher que cada vez me parecia mais leve e maneável.


"Chico" Cardoso sobre uma bonita paisagem de vinhedos como pano de fundo.


Nas zonas rolantes "espremia" todo o potencial das gigantes rodas da Hi Fi...


... e também nas descidas...


... onde o amortecedor traseiro me fazia esquecer os enormes buracos e pedras que gloriosamente deixava rolar por debaixo do meu já domesticado "monstro".


Após uns kms de trilhos algo técnicos e devido a alguns atrasados, o sol ia ameaçando despedir-se a qualquer momento, o que levou o Francisco Cardoso e o Diamantino Pires a rumar em direcção às boxes.


Reduzidos agora a 9 unidades, cruzámos a Quinta do Pouchão a grande velocidade e em direcção a Casais de Revelhos, sempre servidos por bons estradões de terra batida e asfalto...


Após um pequeno percalço, o grupo desmembrou-se por alguns minutos para logo reagrupar.


Descubram as diferenças!


Chegados à Zona Industrial de Alferrarede, começaram os sempre divertidos jogos de "Toma lá esta e deixa experimentar essa!" E se haviam boas trocas para se fazer...

...desde a recém adquirida super light Be One do Manuel Maia com apenas 7,300 kgs. de peso total...


... passando pela Massi Pro do João Santos ou pelo excelente equipamento exibido pela Specialized S-Works do Hugo Moreno. Após breves despedidas, cada um seguiu para o bem-vindo banho quente que a temperatura já estava em rápido declínio. Para finalizar só tenho a evidenciar o excelente potencial da minha montada neste passeio, que se visse reduzido o seu peso em alguns kgs. ficaria ainda melhor. Fiquei fã...

1 comentário:

hmoreno disse...

Bela foto reportagem!

Foi realmente uma tarde gira.
Gostei muito do pormenor do enorme sorriso que o amigo Valério trazia quando me ultrapassou numa descida rápida, curtindo as potencialidades da HiFi com as "rodinhas" 29 a permitir facilmente uma velocidade de 50kms/h.
É certo que na subida logo seguinte me vinguei, mas o importante é que todos curtiram o passeio domingueiro que fizemos nesta bela tarde de sábado.

Abraço a todos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...