quarta-feira, 9 de março de 2011

BTT vs. Pesca

Quando os elementos da Zona 55 não têm pernas para as bikes, dedicam-se à pesca. 
A Direcção do Clube de BTT Zona 55 reuniu-se esta manhã em Caneiras (Santarém) para discutir alguns assuntos pendentes do Clube. Presentes estiveram João Valério (Presidente), João Guerra (Vice-Presidente), Rui Almeida (Tesoureiro) e José Luís Rosa (Vogal), ausente esteve o Filipe Rodrigues (Secretário).

Após a Reunião, veio o almoço, um belo e saboroso Arroz de Lampreia, tão característico desta zona do país. Ao almoço o grupo cresceu, viste que esta refeição foi resultado de uma aposta (perdida pelo João Guerra), face às classificações na última edição da Maratona de Portalegre, firmada entre os elementos da Zona 55 que ali participaram.

Depois de almoço, o João Guerra convidou os presentes a acompanharem-no numa pescaria, na tentativa de arranjar mais algumas lampreias. O barco levou então 4 rapazes da Zona 55: João Guerra, Rui Almeida, David Gonçalves e João Valério.

Antes da pescaria era preciso verificar as redes e desenlaçá-las.

Lá rumámos até à zona de saída dos barcos para a pesca e posicionámos-nos a aguardar vez para sair.

No local, com 2 zonas de pesca, encontravam-se cerca de 9 barcos no total, mas segundo os restantes pescadores, ainda ninguém havia tirado nenhuma lampreia hoje.

Estávamos prontos para avançar e a nossa vez estava a chegar...

O Rui começou por dar as primeiras remadas em direcção à zona de lançamento da rede.


O David também quis mostrar que a sua força de braços é equivalente à de pernas.

Chegados ao local escolhido pelo João Guerra (o mestre), iniciou-se o lançamento da rede.

O resultado da pesca não se previa muito optimista, face aos comentários dos restantes pescadores.

Bem próximos à Ponte Salgueiro Maia.

Após cerca de 40 minutos e percorridas algumas centenas de metros Rio Tejo acima, era hora de recolher as redes e esperar que tivéssemos apanhado peixe. 

Nas últimas braçadas tivemos uma agradável surpresa. Ganhámos o dia! Uma Lampreia pesando cerca de 1,5kg tinha caído às nossas mãos. Sorte de principiante, talvez!


Afinal se nos dedicássemos à pesca era possível que não chegássemos a morrer à fome.
Cerca de 2 horas voltámos à margem e regressámos a casa com mais uma história para contar, mas desta vez não se tratava de BTT...

Créditos: Fotos - David Gonçalves e João Valério | Textos: João Valério

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...