sábado, 2 de julho de 2011

Participação da equipa (Mação)

Integrado na Feira Mostra, a Câmara Municipal de Mação levou a efeito o 2.º Passeio BTT Nocturno, com organização a cargo da Associação Recreativa e Cultural de Chão de Codes.

Eis o percurso realizado.

Ao local deslocaram-se os elementos da Zona 55: Ana Almeida e Sofia Lopes (reportagem fotográfica), Rui Almeida e João Valério (participantes).

Rui Almeida e João Valério com as suas bikes devidamente apetrechadas de acessórios de iluminação, uma vez que o passeio, apesar de ser marcado suponhamos que se prolongasse até ao anoitecer.

Estiveram presentes cerca de 30 praticantes de btt, para cumprir a distância única de 35km. O secretariado estava montado ao ar livre, pois o calor ainda apertava e funcionou de forma rápida.

As inscrições foram gratuitas, conforme em anteriores edições, tendo sido oferecido aos participantes:
Dorsal, seguro de prova, chocolates e abastecimentos líquidos e sólidos.

Os nossos elementos, ambos repetentes neste evento.




A partida foi dada pouco depois das 19H00, após breves informações por parte da Organização e do vereador do desporto da C. M. de Mação, Dr. Vasco.

O início foi em ritmo calmo e todo o pelotão rolou junto até à saída da Vila e entrada em terra batida. 







Este ano notou-se uma adesão mais fraca de participantes, apesar das borlas. O percurso deste ano encaminhou-se numa outra direcção, tendo sido de menor dificuldade face ao ano anterior.


O percurso teve um total de 816 de subida acumulada para um total aproximado de 37km.








A partir do km 10, os 2 elementos da Zona 55 Bike Team rolaram em conjunto com outros 2 elementos do Fôjo-Zybex BTT Team (Pedro Loureiro e Renato Valério), tendo este grupo se mantido até final.



Um pacote de 3 fotos assinadas pelo Rui Almeida, de uma beleza invulgar, com o sol em contra-luz a espelhar nas baixas águas da ribeira de Codes.



 Nova passagem pela ribeira, numa outra zona.

O piloto oficial da Jorbi, Sérgio Corda, a receber ajuda do piloto de produção, devido a furo.

Subida mais sofrida do percurso. Não só exigia esforço, como técnica.







Lindas paisagens, a mostrarem inúmeros trilhos no fundo do vale, bem apetecíveis.







Na única ZA líquidos + sólidos, aproveitámos para manter os níveis de lupúlos. 



Com os estômagos mais aconchegados, lá voltámos à labuta, pois ainda tínhamos cerca de 20km pela frente.





Conseguimos sair dos trilhos de terra batida no interior da floresta ainda antes do anoitecer e faltavam-nos realizar os últimos 10km em asfalto, com a tarefa de seguir as marcações mais facilitada. O João Valério viria ainda partir o elo de corrente, que rapidamente foi substituído.

Chegada à zona de meta, local onde estava instalada a Feira Mostra, já completamente noite.



Seguidamente dirigimos-nos para o pavilhão desportivo de Mação, onde estavam à nossa disposição vestiários e balneários com boas condições e água quente. 

O jantar, porco no espeto, foi servido a na aldeia de Chão de Codes, nas instalações da respectiva Associação Recreativa e Cultural, que obrigou a uma deslocação de cerca de 13km.


Conforme apanágio desta Associação, comer e beber nunca falta.

Oportunidade para divulgar O Praticante e oferecer mais algumas revistas a solicitantes.

Pelas 23H30 terminámos o jantar e prometemos regressar no próximo ano.

+ Fotos

Reportagem
Textos: Tufo | Fotos: Zona 55, Organização e Gabriel Matilde

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...