domingo, 4 de março de 2012

Participação da equipa (Rio Maior)

Link da Organização aqui.
Representação a cargo de:
70km - João Guerra

 A chegada ao local já praticamente em cima da hora, não deu tempo ao nosso atleta de fazer o habitual aquecimento.

 O João Guerra deslocou-se a esta maratona na companhia do Pedro Lourenço, com o qual travaria uma luta interessante até final da prova.


Alguém quis desorientar o nosso atleta no inicio da maratona, escondendo a GoPro, mas depressa se arrependeu.
 A esta cidade deslocaram-se cerca de 400 Bttistas, mas apenas ¼ estava com vontade de subir às antenas da Serra dos Candeeiros, que mais tarde nos iria brindar com magníficos trilhos e paisagens de cortar a respiração. 


 A partida fez-se praticamente à hora prevista e a grande velocidade, sendo os primeiros 4 ou 5 kms em alcatrão, o que fez com que o JG colasse ao pelotão da frente e poupasse nesta fase inicial algumas energias.

 Já na entrada para a terra, as habituais dificuldades do nosso atleta começaram a aparecer e por alguns minutos, foi só vê-los a passar!

 E é claro o Pedro Lourenço que tinha saído mais nas calmas, depressa apanhou e ultrapassou o Joneuore.





Para comemorar a ultrapassagem o Pedro executou um espectacular cavalinho...

...com aterragem atribulada, que deixou alguns atletas de boca aberta (certamente a pensarem: Mas como é que este bacano não caiu?).


 O João seguia logo atrás a tentar encontrar o seu ritmo num terreno muito bom para rolar, onde as marcações e assistência dada pela organização estava muito boa, aliás foi uma constante ao longo de toda a maratona.


As dificuldades da serra começavam agora e com elas os espectaculares singles mais técnicos e com paisagens de cortar a respiração.


Depois da subida às antenas da Serra dos Candeeiros e com o nosso atleta já recuperado do desgaste inicial, o encontro com o Pedro deu-se novamente e durante alguns kms os dois Bttistas trocaram de posição diversas vezes entre si.

Aqui o Pedro a controlar o João, que numa curva muito apertada, quase ía ao tapete.
No último posto de controlo, o Pedro com problemas no contador do cronómetro, que teimava em meter-se entre os raios da roda da frente, deixou o Joneuore ganhar alguma vantagem. 


A chegada do nosso atleta numa das Avenidas mais movimentadas da cidade  junto ao Jardim, onde vários entusiastas da modalidade e familiares dos Bttistas, aguardavam ansiosamente os seus heróis!


  A confirmação da foto da chegada do Joneuore.

 O Pedro chegava pouco tempo depois e a brindar esta excelente organização e apreciadores da modalidade com mais um bonito cavalinho.

No almoço não estivemos presentes mas pelo que sei, estava tudo muito bom e a festa terá continuado pela tarde dentro. 

O balanço final é positivo (Nota: 8/10), desde o terreno que se encontrava muito bom para a prática da modalidade, até aos espectaculares singles no meio da serra (pena foi que começou a chover quando comecei a descer o single das antenas que tinha alguma pedra e tornou-se um pouco escorregadio, mas nada de mais), as paisagens eram de cortar a respiração em alguns locais, não senti grandes dificuldades para efectuar estes 70 kms nesta bela serra, todo o percurso estava muito bem marcado, o staff foi 5 *, o público também, sobretudo já na cidade, quanto aos abastecimentos, eu praticamente não precisei, mas pelos que passei não vi ninguém a queixar-se. Por isso é assim,

EU GOSTEI, E PARA O ANO PODEM CONTAR COMIGO NOVAMENTE! 

Classificações (parciais) 70km:
01º - Hugo "Espigão" Carvalho (CCAPP/Superbikes) - 02:37:48
02.º - Marco Sousa (KTM Team Benebike) - 02:40:39
03.º - Ivo Santos (Prototype Factory Team) - 02:43:20
46º   João Guerra (Zona 55 Bike Team) - 3:45:48
83º   Último - 5:13:14

Classificações gerais: aqui

Créditos à Reportagem
Textos: João Guerra
Fotos: Zona 55 Bike Team e Organização
Vídeo: Clube BTT Zona 55

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...