domingo, 6 de setembro de 2015

Participação da equipa (São Miguel do Rio Torto)

Representação a cargo de:
25km - João Valério
45km - Pedro Silva

Este ano regressei aos passeios em São Miguel do Rio Torto, agora com nova Organização e desta vez acompanhado por outro elemento da equipa, o Pedro Silva. O nosso objetivo era a participação na distância maior, para dar ritmo às pernas e desta vez sem a responsabilidade de levar cameras connosco, porque estávamos a apenas 1 semana de participarmos no evento da nossa equipa, a Rota dos Castelos.

Deixámos os carros afastados umas centenas de metros da zona de partida, junto ao campo de futebol local, onde estava localizado o habitual secretariado. As expetativas eram as de que iríamos encontrar bons percursos!

Nesta edição a lista de inscritos manteve-se como já é habitual na casa dos 80 participantes. A concentração para partida foi no espaço interior da Casa do Povo de São Miguel do Rio Torto, onde foi feito um pequeno briefing antes da ordem de partida.

A partida foi dada a horas e, após a saída ordeira para as ruas da localidade, começou um ritmo desenfreado do pelotão, por culpa do carro que seguia na frente e que não soube travar os ímpetos dos atletas da frente, deixando-se "empurrar" e chegando a rolar a 40km/h na nossa frente até nos lançar para a terra batida, numa descida algo acentuada, cheia de pedras e regos. Bem, isto estava a começar demasiado mau para o meu gosto.

Ao contrário da maioria dos outros eventos btt, neste começámos logo com uma descida, e bem inclinada, por sinal. Das pedras com dois trilhos paralelos, rapidamente passámos para um single track, mas aqui bem limpo de mato e com diversos elementos do staff. Consegui chegar aqui no grupo dos primeiros participantes, mas já ia com a língua de fora.

O Pedro Silva seguia um pouco mais atrás, mas também já se havia desenvencilhado bem entre o pelotão, impondo o seu ritmo certinho. 

 A primeira e mais dura subida do percurso veio logo nos primeiros 3km, com uma inclinação brutal e grande extensão, a rebentar com o pelotão de forma categórica. Nos quilómetros seguintes tivemos boas zonas para rolar, bem distribuídas e alternadas com as subidas e descidas, quase sempre pelo meio de eucaliptal e pinhal.

Mais uma vez as marcações no terreno não estiveram muito bem. Por vezes não haviam fitas a confirmar a direção certa, ou estavam pouco visíveis, ou mesmo inexistentes. Notei também a falta de staff no terreno para o apoio aos atletas e percurso, principalmente informados de qual direção nos apontar, pois no meu caso fiz a distância menor porque um desses elementos na separação de percursos me apontou para o lugar errado (25km).

As zonas de abastecimento, apesar de terem o necessário, estiveram mal localizadas/distribuídas, estando demasiado afastadas entre si. Mais uma vez notou-se a quase inexistência de fotógrafos no terreno, o que é sempre mau para a posterior divulgação e promoção nas edições seguintes. Para salvar o dia valeu mais uma vez a qualidade geral dos percursos apresentados e a simpatia do staff.

Como me enganei na distância, tive tempo para ir logo tomar banho e não apanhei enchente, pois havia apenas 2 duches disponíveis para os homens. Voltei umas centenas de metros antes da meta e pus-me a jeito para colmatar a falta de fotógrafos, aproveitando para tirar umas fotos ao pessoal na última subida do dia cuja inclinação era bem acentuada. Por sorte a Organização não penalizou os participantes que alteraram a distância inicialmente escolhida, no decorrer do percurso.

Os percursos estiveram fantásticos a nível de limpeza. As subidas foram bem sofridas e por vezes apanhámos zonas bastantes técnicas, mas também é verdade que curtimos extensos estradões. 

O Pedro apareceu ao fundo da última subida sem concorrentes próximos, a rolar certinho, porém com ganas de fazer tudo montado até final. Felizmente nenhum de nós teve problemas mecânicos nem quedas aparatosas a registar.

Para terminar tivemos o almoço nas instalações da Organização - Casa do Povo de São Miguel do Rio Torto, que atrasou um pouco para mal dos participantes já esfomeados, porém houve comida da boa e com possibilidade de se poder repetir a excelente sopa e o frango e carnes grelhadas, num ambiente que gosto sempre de enaltecer como simpático e acolhedor, preenchendo algumas lacunas que tivessem corrido menos bem no passeio, por muitos levado muito a sério, até porque foi a penúltima prova do Troféu Jorbi 2015, por isso as críticas que antes referi terem razão de existir.

ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS
Organização
Zona 55 Bike Team

CLASSIFICAÇÃO
01.º - 01:02:19 - André Daniel (GC Barquinhense/Loja Pódio Entroncamento)
02.º - 01:02:40 - José Lavrador (BTT Panascos)
03.º - 01:04:27 - Anacleto António (A.C. BTT Fôjo)
11.º - 01:20:20 - João Valério (Zona 55 Bike Team)
54.º - 02:47: 00 - Último

01.º - 02:00:10 - José Sousa (individual)
02.º - 02:05:59 - Hugo Marques (Branquinhos do Pedal)
03.º - 02:13:06 - Carlos André (A.C. BTT Fôjo)
22.º - 03:25:03 - Pedro Silva (Zona 55 Bike Team)
25.º - 03:33:05 - Último

Créditos à reportagem
Texto: João Valério
Fotos: João Valério, Organização

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...