domingo, 10 de junho de 2012

Participação da equipa (Vieira do Minho)

Representação a cargo de:
João Valério

Mais um evento com parceria Zona 55/O Praticante, à semelhança de 2011. Obrigado à Organização pela revalidação da confiança e em 2013, esperamos voltar a estar presentes novamente.

Após uma viagem de 334km, chegámos (eu e a Sofia) a Vieira do Minho no dia anterior ao passeio. Saímos de casa (Abrantes) com um sol resplendoroso mas quando parámos para almoçar em Serzedelo, já perto de Vieira, começou a chuva miudinha. Ainda assim, mantivemos a esperança de no seguinte não chover.

Após a chegada a Vieira dirigimos-nos para o Parque de Campismo local, muito acolhedor, mas os chuviscos teimavam em continuar. O sítio era realmente agradável.

Após a montagem da tenda, decidimos voltar ao centro de Vieira do Minho para fazer o levantamento do kit de inscrição no Secretariado (edifício municipal), bastante rápido e com muita simpatia do pessoal do staff, mas também aproveitar para num café ali próximo vermos o jogo de futebol do Campeonato da Europa (Portugal/Alemanha), infelizmente perdemos :(

Após o dia anterior e a noite finda sempre a chuviscar, o dia nasceu cinzento e ainda com algumas pingas de água. A Organização atrasou a partida cerca de 20 minutos face ao mau tempo e devido a algum atraso de participantes, mas esse tempo foi precioso, pois quando foi dada a partida, deixou de chover e não houve água até final do dia.  

Este passeio, sem carácter competitivo ou tiragem de tempos, teve a presença do conhecido ex-ciclista profissional, Rui Lavarinhas, que se deslocou na companhia de outros colegas, desde Viana do Castelo até ali para participar neste espectacular passeio. 

Este evento foi constituído unicamente por 1 distância, sensivelmente 45km, tendo a primeira parte (cerca de 25km) sido constituída maioritariamente por subidas, até se atingir o topo da Serra da Cabreira, algumas das quais de inclinação considerável. A paisagem era fenomenal, mas na maior parte da subida pouco se avistava além de 150/200mts. devido à nebulina.  

Devido às chuvas que haviam caído, os trilhos mostraram-se um enlameados, mas não se agarrava aos pneus, no entanto era preciso algum cuidado redobrado.


Sensivelmente ao km25 atingia-se o ponto mais elevado deste passeio, onde se encontrava o 2.º abastecimento, como que para recuperar o fôlego. De seguida vinham os cerca de 20km de descidas, cujo tipo de terreno era muito variado e exigente na maior parte das vezes  não só pelo exigente nível técnico mas  também a nível físico pelo cansaço provocado nos braços.  

Neste abastecimento nem sequer faltava um grelhador com a carne a saltar da grelha directamente para o pão dos participantes. Excelente!


As maiores dificuldades vinham agora. Grandes extensões de descidas com enormes single tracks,  rochas e trilhos húmidos a impôr extrema atenção e fazer diversas quedas. Ao longo de todo o percurso, as marcações sempre impecáveis, a não merecerem qualquer reparo. 



A diversidade de trilhos e paisagens eram verdadeiramente assombrosos, pareciam saídos de filmes épicos. Muito trabalho teve esta Organização tri-partida entre o BTT Brancelhe, o CAVA (Clube Amigos de Vieira) e a PedalarVieira Associação, na abertura e limpeza de extensas zonas de passagem do passeio, por muitos participantes eleito entre os 3 passeios realizados até ao momento, como o mais espectacular a nível de percurso.



Mais uma vítima de queda, pois os braços, cansados, devido ao extenso tempo de descida e a enorme atenção que o piso exigia, por vezes atraiçoava os bêtetistas. Felizmente, nenhuma das quedas teve gravidade de maior.





Uma zona a elevar os níveis de adrenalina do pessoal, a permitir fazer uns saltinhos à maneira. 

Uma outra passagem muito bonita, sobre uma ponte de madeira.

Já na parte final, na reentrada em Vieira, diversas escadarias faziam a delícia de alguns participantes. O tempo já havia virado de todo e sol finalmente brilhava. 


O passeio terminou onde começou, na Praça do Município, onde se encontra um monumento alusivo ao "homem e a serra", que serviu de inspiração para o cartaz deste evento. No final foi colocada à disposição dos atletas lavagem de bikes a que se seguiu o almoço, segundo os participantes, de grande nível.

Porque 1 imagem vale mais do 1000 palavras, deixamos-vos aqui 4 vídeos captados por participantes neste magnífico passeio, cada um deles com fixação diversa da camera de filmar, o que permite àqueles que já fazem as suas filmagens ou aos que vão começar a dar os primeiros passos neste campo de vídeos, ter uma ideia e panorâmica geral do resultado final. Relembramos que a base de tudo isto é ter-mos uma boa camera, nós na Zona 55 aconselhamos a marca GoPro e o seu mais recente modelo HD Hero 2, com aplicações e acessórios diversos que nos permite dar largas à nossa imaginação. Para visionar os nossos vídeos e qualidade oferecida por esta camera confere no youtube o Canal Zona 55.


Autor: conischua (outros vídeos) / Fixação: Quadro


Autor: Faki / Fixação: Peito


Autor: BigMalho / Fixação: Capacete


Autor: cf3279 (outros vídeos) / Fixação: Guiador

Créditos à reportagem:
Textos: João Valério
Fotos: Zona 55 (João Valério), Organização (PedalarVieira Associação, CAVA, BTT Brancelhe), Biker NF, Duarte Costa, Jaime e Pedro Gonçalves.
Vídeos: conischua, Faki, BigMalho, cf3279.

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...