domingo, 12 de abril de 2015

Participação da equipa (Tremês)

Representação a cargo de:
45km - João Guerra, Pedro Lourenço, Rui Almeida

Para quem realmente gosta de btt, vale bem a pena deslocar-se a Tremês neste dia. Aqui não há estradões para os meninos da estrada, ou tens um bom kit de unhas, ou então o melhor é ficares em casa, ou ires fazer uns kmszitos de estrada sem grandes riscos (e sem risco não há adrenalina).


Os cerca de 400 bttistas que se deslocaram a Tremês, decerto que não deram o seu tempo por perdido. Divididos por duas distâncias, de 25 e 45 kms, todos eles puderam usufruir dos melhores singles que se encontravam na primeira parte da prova, antes da separação.


Partida a horas, que é como eu gosto, só faz falta quem está e bora lá para o mato curtir.


A Zona 55 já conhecedora do que ia encontrar, não quis deixar de usufruir destes magníficos trilhos, todos eles clicáveis e acessíveis ao mediano bttista (que é onde eu me situo), ou pelo menos mediano nas descidas (fi-las todas e uma delas até foi a rebolar, héhé…), já as subidas, medíocre (a pé e devagarinho)???


Imagens sempre espetaculares do drone que nos acompanhou na partida, chegada e em algumas zonas do percurso.

O início é sempre complicado, muita adrenalina e ainda muita gente sem saber o seu lugar no pelotão (eu sou um deles, só passados uns cinco ou seis kms é que eu me apercebo que aquele não é o meu ritmo e desenrolo o punho)…


Todos os anos esta Organização nos brinda com novos singles e sempre espetaculares. Este ano mais virados para a serra.


Boas marcações, tracks fornecidos aos atletas nos dias anteriores (o que ajuda muito), abastecimentos qb, pessoal nos cruzamentos, tudo cinco estrelas.


Pedro Lourenço, um dos nossos representantes aqui a mostrar a sua perícia.

João Guerra, outro dos nossos representantes aqui a não conseguir desmontar antes da descida e a ter que arriscar (correu bem, héhé...).

O Rui Almeida, outro representante da Zona 55 aqui a não querer arriscar, certamente por não querer riscar a sua bike (héhéhé)...

Mais uma vez o drone aparecia do meio do nada e surpreendia ao atletas com belas fotos.




Trilho do forno, um autêntico labirinto espetacular.

Interior do trilho do forno, uma das antigas fábricas de tijolo de Tremês.

O Rui a pousar para a foto e a recuperar forças para a parte final, que se esperava duríssima.

Mais uma das belas imagens do drone, esta da chegada onde também fomos brindados com um boa massagem.

Do almoço não temos imagens, mas comemos uma bela canja, uma farta feijoada (não sei se de javali ou não) regada com frutado vinho tinto, um arroz doce e laranjinha para quem não pode comer doces (certamente que este não é o caso dos atletas da nossa equipa).

Os elementos da Zona 55 presentes nesta prova, são unanimes em classificar este evento com NOTA: 8 em 10 
Parabéns à organização e para o ano podem contar connosco.




001.º - 01:59:01 - Marco Pereira (Churrasqueira Matias)
002.º - 02:10:45 - António Eloy (Ribabike/RProjeto)
003.º - 02:12:25 - Tiago Morgado (Róódinhas/Santos Silva)
034.º - 02:47:06 - Pedro Lourenço (Zona 55 Bike Team)
046.º - 02:57:59 - João Guerra (Zona 55 Bike Team)
078.º - 03:36:50 - Rui Almeida (Zona 55 Bike Team)
145.º - 04:54:31 - Último


Resumo em vídeo


Créditos à reportagem
Texto: João Guerra
Fotos: Organização
Vídeo: Zona 55 Bike Team

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...