domingo, 22 de maio de 2016

Participação da Equipa (Fátima)

Representação a cargo de:
62km - Carlos António, Rui Almeida

Chegámos cerca das 08H15 ao local da concentração, o que se viria a verificar que seria algo tarde, pois quando estávamos a chegar já muitos atletas se encontravam a iniciar a marcha.

Uma manhã algo esquisita, com algum frio e muito nevoeiro.

Quando nos encontrávamos a tirar a nossa primeira foto apareceram os amigos dos Trilhos Sem Fim, que após uma pequena conversa seguiram o destino.




Aqui começava o meu Calvário (não só o meu!!!!!!!!!!).




Aqui ainda na companhia de vários colegas do pedal, pois mais à frente viríamos a rolar quase sempre sozinhos, pois havia a separação das 3 distâncias.








Aqui já a rolar sozinhos, depois de ter passado a zona do "Bairro", entrámos num single que ainda não conhecíamos, mas bem agradável de fazer, até eu gostei de fazer heheheheheheheh.






Chegámos aos Moinhos da Pena, sitio já nosso conhecido.


O cansaço já se fazia sentir, mas seria só o começo.


Como não havia ninguém para tirar fotos dos dois, recorremos à foto montagem para podermos aparecer os dois lado-a-lado.

Agora sim começam os singles a sério, nossos já bem conhecidos singles dos "SuperFrescos", estes algo perigosos, pois encontravam-se escorregadios.



E molhados......................

Até foi preciso tirar os sapatos, para não ter que fazer o resto com os pés molhados.

E também para dar um pouco de descanso à "burra".




 Hihihihi tanta ponte, estávamos bem confusos, sem saber para onde seguir.


Chegamos à zona da cascata, bem bonita por sinal.








Já várias vezes que aqui passamos sem ver a água, desta vez estava vem cheínha, até deu para tirar umas fotos e até convidava a uns belos mergulhos, mas estava fria.






Também tem direito a uma foto, não somos só nós.


 O raio da árvore não queria sair do caminho hihihihihihihi.



Como estava a chegar a hora do almoço, ainda tentámos esperar por um javali, mas ele não apareceu e resolvemos seguir viagem.

Sempre deu para descansar um pouco.

A coisa não se avizinhava fácil.

Mas lá fomos.

E conseguimos chegar lá ao cimo (Castelo de Ourém).




A partir de aqui a coisa seria mais fácil, pois abastecemos os bidons de água bem fresquinha, só depois fomos informados que a mesma vinha de um sítio algo estranho, mas o mesmo já estava cheio e ela estava a saber bem, lá serviu.

Agora era sempre a descer até à subida final para Fátima.

Ai está ela lá ao fundo, já não era sem tempo.



Apesar de ser já algo tarde, ainda houve tempo para pedir a um peregrino para nos tirar umas fotos.

Peregrino este que viria a chamar um nome bem simpático ao Almeida, mas eu não digo o que foi, hihihihihi.


E tirámos uma foto no mesmo local da primeira para verem a diferença da partida, para a chegada.




E finalmente chegamos ao final com 65 quilómetros feitos, cerca das 15H00 e lá fomos nós arrumar as "Burras", pois já não era cedo e ainda tínhamos de fazer a viagem para o Entroncamento, onde seria servido o merecido Almoço.


Créditos à reportagem
Texto: Carlos António
Fotos: Carlos António e Rui Almeida

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...